Diretor do Google é repreendido por interromper mulher em fala sobre diversidade

Por Redação | 18.03.2015 às 06:56

Em um painel sobre inovação durante o SWSX, festival de cinema, tecnologia e música realizado todos os anos nos Estados Unidos durante a primavera, o diretor executivo do Google, Eric Schmidt, foi repreendido por repetidamente interromper a fala de sua colega de debate, a diretora técnica da Casa Branca Megan Smith.

A mesa de debate, composta ainda pelo biógrafo Walter Isaacson, tratou de diversos temas, inclusive sobre diversidade e inclusão de minorias no mundo da tecnologia, em especial a de mulheres, ainda pouco presentes no setor como um todo. Quando a conversa foi direcionada ao público, durante a sessão de perguntas e respostas, uma mulher da plateia interpelou o executivo do Google sobre o seu comportamento.

E sabe quem é a mulher que levantou a questão das interrupções da fala de outra mulher? Judith Williams, chefe do programa de combate ao preconceito inconsciente dentro do Google e diretora dos programas de talentos e de diversidade global da companhia.

SXSW

“As pesquisas sobre preconceito inconsciente nos contam que mulheres são interrompidas muito mais vezes do que os homens”, comentou Williams durante a sessão de perguntas e respostas. “Eu fico imaginando se você notou que interrompeu Megan muito mais vezes”, perguntou Williams para Schmidt.

De acordo com o Mashable, ambos os homens no palco interromperam a fala de Smith inúmeras vezes, algo que por si só já seria desrespeitoso, mas tornou irônico e contraditório o fato da conversa tratar exatamente de inclusão, diversidade e respeito às minorias.

Após sua intervenção, Judith Williams foi saudada por pessoas no Twitter por seu questionamento.