Desafio para 2015 de Mark Zuckerberg: ler 26 livros no ano

Por Redação | 05.01.2015 às 20:36
photo_camera Mashable

O criador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, encontrou seu desafio para 2015: ler um livro a cada duas semanas. Ou seja, 26 livros ao final de um ano! O desafio anual de Zuckerberg contou com a ajuda de seus amigos na rede social que sugeriram diversas tarefas ao executivo.

A decisão foi postada por Zuckerberg em sua página no Facebook e ele aproveitou para convidar seus seguidores a participarem do desafio. Na página “A Year of Books” os usuários poderão acompanhar as leituras, dar opiniões sobre os livros e Mark prometeu que vai atualizá-la com os livros que estiver lendo.

O livro com o qual o CEO vai iniciar seu desafio é “O Fim do Poder” (The End of Power), do jornalista venezuelano Moisés Naím. Segundo Zuckerberg, a escolha foi motivada porque “o livro explora como o mundo está mudando para dar a cada indivíduo mais poder que o concedido tradicionalmente aos grandes governos, militares e outras organizações. A tendência de conceder mais poder às pessoas é uma em que acredito profundamente e estou ansioso para ler esse livro e explorá-lo em mais detalhes”, afirmou ele na publicação.

Há alguns anos Zuckerberg mantém como tradição escolher um desafio pessoal e divulgá-lo ao público. Neste ano ele estava em dúvida do que fazer e postou um pedido de sugestões na sua página no dia 30 de dezembro. Neste período ele recebeu mais de 50 mil sugestões. Ele agradeceu as dicas dos usuários e destacou que já teve como desafios conhecer uma pessoa a cada dia (2013) e dar aulas, mas que se envolver mais com educação pode ser algo que ele gostaria muito para o próximo ano. Segundo ele, diversos usuários sugeriram desafios que envolviam leitura.

Mark destacou que pretende dar “ênfase em aprender sobre diferentes culturas, crenças, histórias e tecnologias” durante as leituras que pretende realizar este ano. Ele também convidou os seus seguidores a participarem da página e lerem os mesmos livros que ele.

Talvez por receio de novas “trollagens” (como a realizada massivamente por brasileiros no final do ano passado), ele pediu enfaticamente que participem apenas pessoas interessadas no tema. “Por favor, apenas participe das discussões se você realmente leu os livros e tem pontos relevantes a serem adicionados. O grupo será moderado para mantê-lo focado”, afirmou.

Caso você queira participar o “Clube do livro” de Mark Zuckerberg, pode ser uma boa: a página A Year of Books conquistou mais de 100 mil curtidas em menos de 24 horas.

Fonte: https://www.facebook.com/zuck/posts/10101828640656261?pnref=story