Dell lança PC do tamanho de um pendrive e que roda o sistema Android

Por Redação | 30 de Julho de 2013 às 14h13
photo_camera BGR
TUDO SOBRE

Dell

A Dell começou a entrega do seu PC do tamanho de um pen-drive comum – conhecido como Projeto Ophelia – aos primeiros consumidores que deverão testá-lo e já se prepara para lançar o produto final ao longo dos próximos meses. O Ophelia, que se assemelha a uma caneta USB, é capaz de transformar qualquer tela com entrada HDMI em um PC completo, máquina de jogos e central de streaming de conteúdo. As informações são do PC World.

O PC no formato de pen-drive da Dell roda o Android e, uma vez conectado por uma porta HDMI, os usuários são capazes de executar aplicativos, jogar games, assistir a filmes e programas de TV por streaming e acessar arquivos armazenados na nuvem. Por e-mail, um porta-voz da Dell revelou que o Ophelia deverá ser lançado no próximo trimestre, que vai de agosto a outubro, com opções de conexão via Wi-Fi e Bluetooth.

Com valor aproximado de US$ 100 (R$ 227), a Dell acredita que o Ophelia será uma opção barata para os PCs, que têm visto suas vendas serem constantemente reduzidas nos últimos meses com a crescente adoção de smartphones e tablets. E com cada dia mais dados sendo armazenados na nuvem, a companhia acredita que o conceito de computador do tamanho de um chaveiro irá fazer sucesso entre os consumidores, principalmente, para aqueles que desenvolvem sua computação essencialmente na web.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O dispositivo da Dell também irá competir diretamente com o recém-lançado Chromecast, do Google, que custa US$ 35 (R$ 79) e é do tamanho de um pen-drive. No entanto, com o Ophelia os usuários poderão executar jogos e aplicativos Android, baixar aplicativos, filmes e livros a partir da Google Play e assistir a vários tipos de conteúdo através de serviços como Netflix e Hulu.

A Dell espera construir algumas características empresariais e corporativas para diferenciar o Ophelia de outros PCs pequeninos mais focados para os consumidores finais, muitos dos quais também são baseados no Android. Por exemplo, os administradores de TI serão capazes de gerenciar e proteger o dispositivo, e assim como em casos de smartphones e notebooks roubados ou perdidos, os administradores serão capazes de desligar remotamente o Ophelia e limpá-lo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.