Das cinzas da Nokia, nasce a Newkia

Por Redação | 05.09.2013 às 13:15

Para melhor ou para pior, é inegável que a Nokia teria tomado um rumo muito diferente se tivesse decidido adotar o Android como plataforma móvel de seus smartphones. Há quem creia que essa poderia ter sido a salvação da empresa, como Thomas Zilliacus, que acaba de fundar a Newkia.

Thomas Zilliacus é chairman e fundador da investidora Mobile FutureWorks. Ele agora está fundando uma nova empresa, que deve surgir das cinzas do que restou da Nokia. Em entrevista ao ZDNet, Thomas falou um pouco sobre a Newkia:

“Nós literalmente criamos a Newkia no dia que a Nokia vendeu sua divisão de celulares para a Microsoft. Foi no dia em que a Nokia morreu na Finlândia, e a nova Nokia renasceu na Newkia. Eu conheço funcionários da Nokia que gostariam de desenvolver para o Android e talvez queiram se juntar a nós.”

Thomas diz que já conta com alguns ex-funcionários da Nokia e espera adquirir mais expertise sobre todo o processo de produção, desde o design dos smartphones até e a logística de fabricação. A Newkia terá sede em Cingapura, mas o time de Pesquisa e Desenvolvimento deve ficar na Finlândia.

Zilliacus foi empregado da Nokia por 15 anos, incluindo 7 anos onde foi CEO da empresa na Ásia Pacífica. Ele saiu em 1993, mas ficou outros três anos trabalhando como um consultor regional da empresa. Ele afirma que um ano atrás tentou comprar a Nokia através de sua empresa de investimentos, mas não conseguiu levantar o capital necessário mesmo com outros investidores e fundos de ações.

O investidor quer usar o know-how e a tecnologia da Nokia para criar novos smartphones rodando o Android, e pretende lançar seu primeiro dispositivo daqui cerca de 1 ano. Quando questionado sobre o interesse em comprar a BlackBerry, Thomas afirmou que a fabricante canadense "não tem nada a acrescentar".