Coreia do Norte pode não estar envolvida no ataque à Sony

Por Redação | 30.12.2014 às 14:27
photo_camera Blog Mais que Curiosidade

Segundo novas evidências sobre o ciberataque à Sony Pictures, a Coreia do Norte pode ser inocente. As evidências mostram que o ataque, ocorrido no mês de novembro, pode ter pessoas ligadas à própria empresa como responsáveis. De acordo com uma consultoria de segurança da informação, que oferece auxílio ao FBI na investigação do caso, uma lista enumera seis nomes suspeitos que podem estar diretamente envolvidos no ataque.

Um dos nomes levantados pela consultoria Norse é o de uma ex-funcionária da Sony. A empresa chegou a estes nomes baseando-se em documentos de Recursos Humanos da Sony, disponibilizados pelos próprios hackers durante o vazamento das informações. Assim, a empresa chegou a uma lista de pessoas que podem estar envolvidas no crime. Todos os nomes presentes foram demitidos da Sony Pictures entre abril e maio deste ano.

A Norse está ativa na investigação de uma ex-funcionária chamada de "Lena". A suspeita trabalhou na Sony por mais de uma década, dentro do departamento de TI da empresa. Para conseguir as informações suficientes, a Norse investigou postagens em redes sociais e chats de Lena. As mensagens postadas sugerem uma grande insatisfação da ex-funcionária com a Sony Pictures. Ela havia feito diversas reclamações sobre demissões e a própria empresa, em conversas com hackers e ativistas virtuais.

Ainda outras evidências apontam para um ataque iniciado dentro da companhia, com um suposto pen drive sendo utilizado para o roubo de dados internos da Sony. Além disso, o grupo que assumiu a autoria dos ataques, chamado "Guardiões da Paz", pode ter utilizado redes russas e não da Coreia do Norte para realizar o golpe.

De acordo com Mark Rasch, promotor americano, a alegação da polícia dos Estados Unidos é um tanto "duvidosa", visto que o ataque parece ter sido feito por alguém que conhece como os protocolos de Hollywood funcionam. Desta forma, o vazamento conteve apenas informações que podem gerar constrangimento para os líderes da Sony Pictures.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/seguranca/2014/12/evidencias-sugerem-que-coreia-do-norte-nao-foi-responsavel-por-ataque-a-sony.shtml