Contra o Apple Pay, Google estaria testando novo sistema de pagamentos nos EUA

Por Redação | 12 de Fevereiro de 2015 às 14h37

Uma alternativa um tanto quanto esquisita para o Apple Pay estaria sendo testada pelo Google em alguns restaurantes selecionados dos Estados Unidos. A plataforma Plaso, que seria a novidade da empresa no campo dos pagamentos, dispensaria a aproximação entre celulares e precisaria apenas que o usuário informe suas iniciais para o atendente, que é responsável pelo processo de verificação de identidade e aprovação da compra.

O método foi revelado pelo site The Information, que disse que a plataforma estaria em testes em estabelecimentos das franquias Papa Johns e Panera Bread. O Plaso funcionaria apenas em aparelhos com sistema operacional Android e estaria integrado ao Google Wallet, de forma que todas as transações podem ser debitadas diretamente do cartão de crédito dos clientes.

Funciona assim: smartphones fornecidos pelo próprio Google são entregues aos donos dos estabelecimentos que, conectados à rede Wi-Fi, informam aos atendentes quais clientes utilizam a plataforma. Assim, bastaria apenas que o usuário chegasse no caixa e informasse suas iniciais. No aparelho do restaurante, dados como fotos e o nome completo do freguês seriam exibidos, e uma vez que a identidade é confirmada, o pagamento é realizado sem que a pessoa tenha que nem mesmo tirar o celular do bolso.

É uma ideia no mínimo inusitada e que estaria vinculada não apenas ao Wallet, mas também ao Google+. Perfis de usuário com fotos também poderiam ser utilizados como métodos adicionais de verificação caso, por exemplo, exista suspeita de que um indivíduo está usando um celular furtado de alguma outra pessoa. A ideia da empresa seria simplificar ainda mais a mecânica de pagamentos para os usuários, mas debitando um pouco dessa carga de complexidade sobre os donos de estabelecimentos.

Por outro lado, existem preocupações quanto à “informalidade” desse tipo de solução. O questionamento principal dos desenvolveres do Plaso é o seguinte: será que as pessoas realmente estão dispostas a abandonar definitivamente os meios físicos e adotar uma solução apenas por voz? A ideia não carregaria muita confiabilidade, e já há quem diga que se ela realmente existe, então será deixada de lado em um futuro não muito distante.

Acima de tudo, a iniciativa do Google mostra que a empresa está bastante preocupada em não apenas bater de frente com o Apple Pay, mas também oferecer alternativas em inovações em relação à plataforma da rival. Aparentemente, a gigante das buscas não está com medo de errar e apostar em ideias que possam parecer bizarras em um primeiro momento.

Na última semana, a Apple confirmou que a rede Panera é uma das maiores em utilizações do Apple Pay, com cerca de 80% de todas as transações mobile realizadas por lá acontecendo na plataforma da Maçã. É ela também uma das empresas que estariam testando o sistema do Google, mas assim como a Papa Johns, não se pronunciou sobre o assunto. O mesmo vale para a própria gigante das buscas, que não comentou o rumor.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.