Confira 10 produtos e serviços que foram descontinuados em 2013

Por Redação | 10 de Dezembro de 2013 às 17h14

O ano de 2013 está chegando ao fim e não deixa de ser importante olharmos para o que perdemos, e não somente repararmos naquilo que ganhamos. Desde a morte do Google Reader até o fiasco do HTF First, passando pela descontinuação do iPhone 5, vimos a queda de diversos produtos de alto nível.

No ano que passou, também vimos diversos produtos antigos chegarem ao seu fim, como o AltaVista e o player de música de toda uma geração: o Winamp. Também demos adeus ao tema clássico do MySpace, ao sistema de e-mails criptografados Lavabit and Silent Circle, vimos o Turntable.fm fechar as portas, assim como demos adeus ao Google Checkout.

De quebra, uma empresa que antes "riu da cara" da Netflix também deu adeus ao mundo em 2013: a Blockbuster Videos, com suas lojas físicas. Então, enquanto você se prepara para as festas de fim de ano, venha com a gente fazer um brinde ao Google Reader e a todos os demais produtos que nos deixaram em 2013.

01. HTC First

HTC First

Em abril, o Facebook decidiu expandir seus esforços no mundo móvel com um launcher para Android chamado Facebook Home. Apesar dele funcionar em outros dispositivos com o robozinho verde, a estreia aconteceu embarcada no HTC First, o Facebook Phone, que era um smartphone intermediário.

Porém, tanto o Facebook Home quanto o HTC First já chegaram tropeçando. O primeiro ainda existe, mas a HTC deu um fim ao First poucos meses após seu lançamento, tornando este o smartphone aquele com o menor tempo de vida já lançado.

02. Winamp

Winamp

Antes mesmo do iTunes existir, o Winamp já estava por aqui. Para aqueles da geração Napster, o Winamp foi o primeiro jukebox para computador, graças à sua habilidade de reproduzir CDs, músicas em MP3 e sua capacidade de personalização por temas, as chamadas Skins.

A America Online comprou o Winamp e a empresa que o desenvolvia – a Nullsoft – em 1999 e recentemente anunciou que estaria encerrando tanto o player quanto sua versão para dispositivos móveis e até mesmo o site no fim de dezembro.

Rumores surgiram indicando que a Microsoft estaria interessada no Winamp, mas até agora não passam de rumores. O que se sabe ao certo é que existe uma petição pedindo que o player tenha seu código fonte aberto e disponibilizado para a comunidade.

Mas dada a decisão atual, só temos a dizer: descanse em paz, Winamp.

03. MySpace Classic

MySpace Classic

Em junho, o MySpace foi reinaugurado. O novo site tem um foco enorme em música e não se parece em nada com o estilo antigo da rede social. Infelizmente para muitos, quando o novo MySpace surgiu, tudo o que existia antes desapareceu.

Com isso, todas as fotos, artigos de blog, comentários e mensagens anteriores a junho sumiram. O pior é que essa repaginada completa foi realizada sem dar nenhum aviso, fazendo com que os usuários desta rede social perdessem todas as memórias salvas no site.

Pelo menos foi dada uma opção de backup das postagens no blog e das fotos, mas todo o restante do MySpace como era conhecido antes não existe mais. Graças a esse reboot desastroso, pode ser que o MySpace apareça novamente numa lista assim em 2014, quando fechar as portas por completo.

04. iPhone 5

iPhone 5

Em setembro, a Apple lançou dois novos smartphones: o iPhone 5C e o iPhone 5S. O primeiro é essencialmente o iPhone 5 com uma câmera frontal melhor e capinhas coloridas. Por conta disso, a fabricação do iPhone 5 foi descontinuada. Ainda assim, o iPhone 4S continua por aí.

05. Turntable.fm

Turntable.fm

Em meados de 2011, o Turntable.fm foi lançado como uma forma dos usuários compartilharem música entre si através de turnos onde cada um mixava músicas para uma audiência virtual. Esses DJs com suas salas de bate papo eram a grande novidade daquela época, mas como uma modinha de Internet, o Turntable.fm começou a ser deixado de lado.

Em novembro de 2013, o Turntable.fm anunciou que estaria encerrando as atividades do seu serviço voltado ao grande público para se dedicar ao Turntable Live. Esse produto permite que bandas e artistas façam transmissões ao vivo para fãs ao redor do mundo.

Em 2 de dezembro de 2013 o Turntable.fm deixou de existir.

06. AltaVista

AltaVista

Em julho, o Yahoo descontinuou de forma oficial o AltaVista.com. O site de busca clássico teve seu ápice e momentos de glória na época da Web 1.0 e foi adquirido pelo Yahoo em 2003. O fato do Yahoo ter deixado o AltaVista funcionando por tanto tempo após a compra mostra como as coisas funcionavam nos últimos 10 anos. Mas agora o serviço poderá descansar em paz após ter prestado bons serviços na sua época de ouro.

07. Google Checkout

Google Checkout

Em 2006, o Google lançou o Google Checkout como uma forma de concorrer com o PayPal no mercado de pagamentos e transações online. Porém, apesar do nome Google, o serviço nunca ganhou popularidade e era usado principalmente pelo próprio Google para pagamento de serviços da gigante.

Em maio deste ano, o Google anunciou que estava descontinuando a parte do Google Checkout voltada para pagamentos em todos os serviços, menos na Play Store. O serviço foi então mesclado com o Google Wallet que, assim como o Google Checkout, ainda não conseguiu ter sucesso no mundo dos pagamentos.

Enquanto isso, o PayPal e outros serviços como o Square, continuam a provar o quanto existe de potencial no mundo dos pagamentos. Só o Google não conseguiu acertar a mão ainda.

08. Google Reader

Google Reader

Em março, o Google anunciou que estava descontinuando o Google Reader, aquele que era o mais popular leitor de feeds RSS do mundo. Apesar de ter mencionado a "falta de interesse" dos usuários no serviço como motivo para encerrá-lo, a morte deste produto gerou um enorme burburinho e abriu espaço para todos os tipos de alternativas.

Quem conseguiu popularidade e se tornou a alternativa mais usada foi o Feedly, apesar de que ainda não há certezas de que ele conseguirá ocupar o vazio deixado pelo Google Reader nos corações dos seus usuários.

09. Blockbuster Video

Blockbuster Video

A Dish é a atual proprietária da Blockbuster e anunciou que vai encerrar todas as 300 lojas físicas da marca até o fim de janeiro de 2014, dando fim ao serviço de DVD pelos correios. Agora, anos após "rir da cara" da Netflix quando esta sugeriu uma parceria, a Blockbuster vai se tornar um concorrente, oferecendo serviços de maneira online.

10. Lavabit

Lavabit

Quando Edward Snowden precisou criptografar seus e-mails para se comunicar com Glen Greenwald e outros, ele usou o serviço de e-mail criptografado da Lavabit. Em agosto, o fundador encerrou o serviço para não ter que entregar os dados sobre seus usuários para o governo americano.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.