Concurso da Broadcom ensina adolescentes a programar em apenas uma hora

Por Redação | 05.10.2012 às 14:50

Esta semana, a empresa Broadcom colocou algumas placas Raspberry Pi nas mãos de alunos do ensino médio - muitos não tinham nenhum conhecimento em programação - e lhes ensinou como fazer um jogo.

Todos os alunos que participaram foram finalistas do programa 'Broadcom MASTERS', abreviação das iniciais em inglês para Matemática, Ciências Aplicadas, Tecnologia, Engenharia e estrelas em ascensão. O concurso começou com 1.500 participantes, todos estudantes do ensino médio de Washington, Estados Unidos, e terminou com apenas 30 finalistas.

"Uma parte fundamental da nossa missão na Broadcom é promover a educação matemática e científica em todos os níveis", disse o cofundador da empresa, Dr. Henry Samueli, ao Mashable .

A empresa tem realizado o programa MASTERS nos últimos dois anos, e Samueli disse que vai continuar: "Espero que para sempre". O programa é gerido pela 'Society for Science and the Public', e julgado por uma bancada de jurados independentes.

Donos de algumas das mentes mais brilhantes do ensino médio dos Estados Unidos, os 30 finalistas participaram de um evento onde aprenderam como programar. Começando com um jogo de cobra, semelhante ao que costumávamos jogar em nossos celulares mais antigos, os adolescentes receberam uma Raspberry Pi e tiveram uma hora para expandir o jogo e torná-lo um pouco diferente.

As crianças foram divididas em seis grupos de cinco alunos cada. Um funcionário da Broadcom e um estudante da Universidade Howard assistiram cada grupo.

"Você olha para esses adolescentes e pensa: 'É, nós fizemos um bom trabalho aqui', porque agora temos essas mentes brilhantes e jovens sendo guiados na direção do ensino da matemática e da ciência", disse Samueli. "Esperamos que eles se tornem os engenheiros de amanhã, que vão criar as próximas grandes companhias".