Comerciais do Google podem indicar lançamento de novos aparelhos

Por Redação | 14.10.2014 às 13:44
photo_camera Divulgação

O tema da união e da sincronia de toda a plataforma Android aparece de maneira muito forte em uma série de novos comerciais do Google, que teriam vazado antes de sua previsão oficial de lançamento. Mas não é apenas isso, os vídeos parecem indicar, mais uma vez, que estamos prestes a ver o anúncio e posterior lançamento da nova linha Nexus de smartphones e tablets, que deve unir pela primeira vez as duas categorias de dispositivos em uma única data.

Os clipes curtos trazem o slogan “Be together, not the same”, que em português, significa “fiquem juntos, mas não sejam os mesmos”. Nas imagens, vemos os robozinhos que são o mascote do sistema operacional em diferentes formas, cores e vestidos de diversas maneiras, todos juntos em situações do dia a dia, como em uma parada de ônibus ou curtindo uma música no transporte público.

Enquanto isso, olhos atentos puderam perceber diversos personagens dos comerciais utilizando aparelhos com tela grande e um design semelhante ao que, espera-se, os novos Nexus terão. Em um dos vídeos, por exemplo, é possível ver robozinhos utilizando celulares e tablets, enquanto em outro, a interface do Android L, em sua tela de chamada, é claramente mostrada em um dispositivo de tela curvada e display gigante.

São provas circunstanciais, que não significariam nada não fosse o fato de os vídeos terem sido retirados rapidamente do ar pelo Google. A internet, claro, conseguiu armazená-los para posteridade e, agora, eles estão disponíveis para especulações e investigações. Eles estão espalhados por essa nota para que você possa tirar suas próprias conclusões. Quem os compilou foi o site Droid Life.

Os boatos mais recentes indicam que os novos modelos da linha Nexus serão não apenas anunciados, mas também lançados antes do fim do mês de outubro. Mais do que isso, a ideia de integração não estaria restrita apenas ao lançamento simultâneo de um tablet e de um smartphone, mas também a uma sinergia completa entre as duas plataformas, com sistemas de computação nas nuvens sincronizando aplicativos, arquivos e trabalhos.

Oficialmente, porém, o Google não se pronunciou sobre o assunto. Tudo indica, por outro lado, que esse silêncio não vai se manter por muito mais tempo.