Chineses estariam copiando aviões da Boeing

Por Redação | 03.12.2013 às 16:56

A indústria chinesa já é reconhecida pelos produtos baratos e falsificações, que vão desde equipamentos simples para cozinha até smartphones, bolsas e tênis. Agora, parece que o país está trabalhando na construção de “cópias” de aviões da Boeing, a partir de um hangar no interior longínquo do país.

A informação foi publicada pela versão online da revista Newsweek e usa como fonte um piloto particular, contratado para transportar um metalúrgico de Cingapura até o local de fabricação. Lá, segundo ele, acontece um grande processo de engenharia reversa, com aviões da Boeing completamente desmontados e tendo suas peças meticulosamente analisadas para reprodução.

Ele conta que oito aparelhos da fabricante estavam presentes no hangar, sendo quatro intactos. Todos, porém, com a pintura verde, característica de aviões que saíram da fábrica da Boeing mas ainda não foram personalizados pelas companhias aéreas. Engenheiros e metalúrgicos chineses e cingapurianos, munidos de réguas, transferidores, pranchetas e smartphones, medem as peças meticulosamente e fazem anotações.

A falsificação de aviões não é uma novidade. Um jato F-117 Nighthawk já foi reconstruído pelas forças armadas chinesas e rebatizado como Chengdu J-20. Na aviação comercial, a China tem um histórico de problemas e acidentes com o MA-60, reproduzido a partir de jatos militares russos e que está proibido de voar em diversos países de terceiro mundo, mercado preferencial do governo asiático.