China corta serviços do Google por tempo indeterminado

Por Redação | 02.06.2014 às 17:35
photo_camera Divulgação

O governo chinês interrompeu os serviços do Google por tempo indeterminado. A China, entre outras razões, boicota a gigante companhia estadunidense por conta das celebrações do 25º aniversário dos famosos protestos da Praça da Paz Celestial, na capital Pequim, em 1989.

Lembranças e comemorações em relação ao episódio devem acontecer durante toda a semana, porém, não está claro até quando deve durar o boicote. Informações do site chinês GreatFire.org, veiculadas pelo New York Post, indicam que não somente o mecanismo de buscas como outros principais serviços do Google estão já inativos desde a semana passada na China.

"Não está claro se o bloqueio é temporário ou permanente. Como o bloqueio já dura quatro dias, está mais do que claro que o Google será severamente interrompido ou pouco utilizável a partir de agora", teriam dito membros do GreatFire.org.

A última vez a interrupção aconteceu devido ao mesmo assunto foi em 2012 e durou 12 horas. Há suspeitas de que, desta vez, o corte seria uma das formas da China responder a recentes acusações do Estados Unidos, que acusam os chineses de espionagem digital.

Ainda que membros do Google neguem interrupção de serviços na China, há relatórios públicos, elaborados pela própria companhia, que evidenciam atividades menores de tráfego na região desde sexta-feira (30).

A manobra do governo chinês já tem precedentes. Em 2010, o próprio Google havia levado a base de operações do sistema de busca na China para fora do país. Atualmente, está novamente em território chinês, em Hong Kong.

E não é somente o Google que vem sofrendo imposições na China: Facebook, Twitter e YouTube também vêm sofrendo cortes. Como é feriado por lá, nesta segunda-feira (02), por enquanto não houve um representante do governo que falasse a respeito.

Fonte: http://nypost.com/2014/06/02/china-censors-google-ahead-of-tiananmen-anniversary/