Carteira de Trabalho de papel será substituída por cartão eletrônico

Por Redação | 21 de Janeiro de 2013 às 14h25
photo_camera Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A Carteira de Trabalho como a conhecemos está com os dias contatos. Um novo projeto que tramita na Câmara de Gestão do governo Dilma Rousseff prevê a substituição da caderneta de papel por um cartão eletrônico, intitulado Escrituração Fiscal Digital Social (EFD Social). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Com o cartão eletrônico, todos os trabalhadores poderão monitorar pela internet se a empresa onde prestam serviços depositou sua contribuição previdenciária, o FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço), o recolhimento do Imposto de Renda, além de armazenar o histórico de quais lugares trabalharam. O ministro do Trabalho, Brizola Neto, acredita que com a medida haverá diminuição de fraudes trabalhistas e que o trabalhador é o melhor fiscal.

A presidente Dilma Rousseff quer que o projeto seja concluído até o final do ano com a criação de uma central única de informações trabalhistas, incluindo dados de empregadores e funcionários presentes no Ministério do Trabalho, Receita Federal, INSS e Caixa Econômica Federal. E, se o projeto for concluído com sucesso, a partir de primeiro de janeiro de 2014, todas as empresas deverão enviar uma única declaração para a central de dados do trabalhador, antes enviadas para cada órgão separadamente.

Além disso, o governo também planeja a eliminação de outros documentos que, atualmente, são encontrados apenas em papel como é o caso de folhas de pagamento e o livro de registro de funcionários.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!