Capcom muda plano de defesa e facilita compra de ações

Por Redação | 18.06.2014 às 14:02

Em votação que aconteceu esta semana, os acionistas da Capcom decidirão por não renovar o plano de defesa da desenvolvedora e publicadora contra aquisições externas hostis. Segundo o site SlashGear, isso não quer dizer que a Capcom esteja à venda, no entanto uma empresa estrangeira – como Nintendo, por exemplo – pode comprar ações suficientes para assumir sua liderança.

Até a divulgação da não renovação do plano de defesa nenhuma empresa havia manifestado interesse na compra de uma grande quantidade de ações da Capcom. E isso altera as possibilidades de empresas estrangeiras em assumir a editora.

As medidas de defesa estavam em vigor desde 2008, no entanto, dessa vez não alcançaram o índice necessário de aprovação por parte dos acionistas. Mesmo com a mudança, a Capcom afirmou que “vai continuar a concentrar-se em preservar e aumentar o valor corporativo e interesse comum dos seus acionistas” e que “se houver uma compra em larga escala de ações, vai reagir e tomar as medidas necessárias dentro dos limites das leis e regulações aplicáveis”.