Campus 2 da Apple: uma verdadeira fábrica de empregos e dinheiro

Por Redação | 06 de Junho de 2013 às 10h00

Esta semana a Apple divulgou um relatório detalhando os benefícios econômicos do seu Campus 2 em Cupertino, na Califórnia, para a região onde está instalado e para a cidade como um todo. Os números são impressionantes.

A empresa está enfrentando algumas dificuldades para construir seu novo espaço na cidade, em um terreno de 176 hectares. No relatório, denominado 'Impactos Econômicos e Fiscais Gerados pela Apple em Cupertino – Atuais Instalações e Campus Apple 2', a Maçã afirma que o novo Campus vai gerar 7.400 novas oportunidades de emprego na companhia, elevando o número de funcionários na empresa para 23.400. A Apple já é considerada a maior empregadora de Cupertino, com 16 mil funcionários espalhados pelas diversas instalações da empresa na cidade.

A soma dos salários dos funcionários será de US$ 2,9 bilhões (R$ 6,1 bi) e a companhia poderá ajudar a gerar US$ 8,6 bilhões (R$ 18,3 bi) em receitas de negócios locais. Em termos de impostos, a Apple alega ter pagado US$ 25 milhões (R$ 53,3 mi) sobre a propriedade local em 2012, um valor que deve ultrapassar a marca de US$ 32 milhões (R$ 68,2 mi) com o Campus 2.

A Maçã ainda está financiando mais de US$ 66 milhões (R$ 140,7 mi) em melhorias locais para estradas, cruzamentos, paisagismo, serviços públicos, ciclovias, calçadas e parques. Sem contar os US$ 35 milhões (R$ 74,6) aplicados pela empresa em um "programa de gestão de transportes", que visa incentivar os funcionários a dar carona, ir trabalhar de bicicleta ou usar o transporte público.

Os números são realmente impressionantes. Em outras palavras, o relatório diz: nos dê as licenças para construção e operação, que nós vamos lhes trazer muito dinheiro.

Apple Campus 2

A parte cinza do mapa se refere às estruturas atuais da Apple na cidade, enquanto a parte avermelhada indica a área que será tomada pelo Campus 2.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.