Calor escaldante: buscas no Google por 'ar condicionado' disparam no Brasil

Por Redação | 20.01.2015 às 14:05 - atualizado em 20.01.2015 às 17:00
photo_camera Divulgação

O verão começou há cerca de um mês e já entrará para a história como um dos mais quentes desde que começaram as medições no mundo. Até a agência espacial americana, a NASA, admitiu nesta semana que 2014 foi o ano em que foram registrados os maiores índices de temperatura no planeta Terra – com exceção de 1998, os 10 anos mais quentes aconteceram a partir de 2000.

O clima seco e o sol forte têm castigado os brasileiros nas últimas semanas, e o reflexo disso impactou até mesmo o serviço de buscas do Google. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a plataforma contabilizou um aumento estrondoso na procura por termos relacionados ao calor, e no topo da lista aparece o termo "ar condicionado".

Nos últimos sete dias, os paulistas, por exemplo, foram os que mais pesquisaram pelo termo. Também, não é para menos: na segunda-feira (19), a capital enfrentou um calor de 36,5ºC, sexta maior temperatura da cidade na história.

Em todo o Brasil, a busca por esses aparelhos no site atingiu o valor máximo de 100 na escala do Google Trends. Em dezembro, tal quantidade era de 40 pontos, e em janeiro de 2014 o resultado foi de 62 pontos. Para se ter ideia de como o termo ganhou destaque, desde que o monitoramento começou a ser feito, em 2004, as buscas por "ar condicionado" cresceram em quase todos os anos na comparação entre os meses de verão, época em que esse tipo de pesquisa é mais frequente.

Calor

Gráfico mostra aumento nas pesquisas por "ar condicionado" desde 2004

O compilador de dados do Trends apresenta números normalizados numa escala de 0 a 100 em vez de valores absolutos. Segundo o Google, "os números do gráfico indicam quantas pesquisas foram feitas para um termo específico, em relação ao número total de pesquisas feitas no Google ao longo do tempo".

Para efeito de comparação, em 2014, o pico das buscas por "ar condicionado" só foi alcançado em fevereiro, quando as temperaturas também eram escaldantes, mesmo sendo menores que as atuais. Outros termos bastante procurados na época foram as palavras "ventilador" e "cerveja" – esta última presente na lista dos termos mais buscados pelos usuários brasileiros desde 2004.

Além da procura recorde por "ar condicionado", os brasileiros também parecem estar de olho em um possível racionamento. Segundo o Google Trends, a busca por "falta de energia" atingiu seu maior índice, três vezes maior que as pesquisas sobre "economia de energia". Por um lado, os cidadãos aparentam estar preocupados com a falta de energia, mas pouco pesquisam sobre maneiras de economizá-la.

Nesta segunda-feira, por volta das 15h, dez Estados mais o Distrito Federal sofreram um apagão momentâneo por causa do calor e por uma falha no sistema de transmissão de energia, que já foi restabelecida em todos os locais, segundo as distribuidoras.

Calor

Pesquisas por "economia de energia" e "falta de energia" no Brasil desde 2004.