Muitas horas em frente à televisão podem diminuir seus dias de vida

Por Redação | 04.03.2013 às 06:15

Uma pesquisa realizada na Austrália mostrou que pessoas que têm o hábito de passar muitas horas diante da televisão podem sofrer consequências gravíssimas. O risco de morte causada por doença cardíaca, por exemplo, é 88% maior em quem exagera nas horas em frente à telinha.

Os australianos alertam que aqueles que passam, no máximo, duas horas por dia vendo TV têm menos chances de sofrer com problemas no coração. Já quem gasta um tempo maior com esse tipo de entretenimento vê o risco de morrer por outros motivos aumentar em 46%.

Divulgado pelo Centro de informações sobre biotecnologia dos Estados Unidos (NCBI), o estudo é realmente alarmante. Dentre os 8,8 mil adultos saudáveis e sem histórico de doenças cardíacas que foram acompanhados pelos pesquisadores durante mais de seis anos, 284 morreram nesse período. A maior parte dos falecidos passava mais de quatro horas por dia assistindo televisão.

Para assustar ainda mais os viciados em televisão, o alerta se estende, pois cada hora extra em frente à tela aumenta em 11% o risco de morrer por algum problema de saúde. Já a chance de ter um ataque fulminante no coração aumenta em 18%.

A conclusão do estudo foi que o tempo gasto em frente à TV está realmente associado a um aumento do risco de todas as causas de mortalidade por doenças cardiovasculares. Além da prática de exercícios físicos, as estratégias de prevenção de doenças crônicas podem incluir uma redução no tempo sentado, particularmente assistindo televisão.