CEO da Tesla Motors confirma que se reuniu com executivos da Apple

Por Redação | 20.02.2014 às 15:25
photo_camera Divulgação

Em uma das maiores negociações do mundo da tecnologia, a compra do WhatsApp pelo Facebook pegou muita gente de surpresa na tarde desta quarta-feira (19). Foram US$ 16 bilhões gastos pela rede social em troca do aplicativo móvel de mensagens instantâneas mais famoso do planeta e, ao contrário do Google, que comprou recentemente várias startups de hardware e robótica, o foco de Mark Zuckerberg parece ser em softwares.

Agora, uma outra empresa também deve entrar na onda das aquisições – ou quase isso. Em entrevista à Bloomberg, o CEO e cofundador da Tesla Motors, Elon Musk, confirmou que se encontrou com a Apple no começo de 2013, mas não disse os motivos ou o que foi debatido durante a reunião. "Tivemos conversas com a Apple, mas não posso comentar se elas giravam em torno de qualquer tipo de aquisição", declarou o executivo.

A afirmação vai de encontro com um rumor que surgiu no começo desta semana, quando o jornal San Francisco Gate divulgou uma série de informações que mostram o interesse da Apple em investir nas áreas médica e automotiva. Na reportagem dos jornalistas Thomas Lee e David R. Baker, Adrian Perica, chefe de fusões e aquisições da Maçã, se encontrou com Musk na sede da Apple no começo do ano passado.

As conversas teriam sido sobre uma possível integração dos produtos da Maçã com os carros da Tesla. Contudo, o mais curioso é que Tim Cook também estava presente na reunião com Perica e Musk, um forte indicativo de que as duas companhias poderiam se fundir. Outro indício de que a Apple quer ingressar no setor automobilístico é a contratação de Tomlinson Holman, engenheiro responsável pela criação dos sistemas de som THX e surround sound 10.2 e que trabalha na empresa de Cupertino desde 2011.

Mesmo assim, Musk foi categórico durante a entrevista com a Bloomberg e disse que uma aquisição da Tesla pela Apple é praticamente improvável. "Acho muito difícil [vender a Tesla] porque estamos super focados na criação de carros elétricos para as massas, e eu ficaria muito preocupado em qualquer possibilidade de aquisição porque isso nos afastaria de nossas funções e objetivos", comentou.

Musk também acredita que nenhuma empresa do mercado de tecnologia poderia auxliar a Tesla em sua missão atual, que é a de produzir veículos movidos a eletricidade. Talvez a compra da empresa pela Apple não seja possível, mas não se pode descartar uma eventual parceria entre as duas companhias. Ambas são focadas no design de alto padrão, mas acessível para seus clientes por meio de interfaces intuitivas. Além disso, as duas se tornaram ícones de inovação em suas indústrias e têm história semelhante, passando por dificuldades financeiras no passado e diversas ameaças de fechamento.

Apesar da Tesla Motors se focar em automóveis, seu fundador Elon Musk já se aventurou em outras tecnologias. Uma delas é a versão de um laboratório semelhante ao do personagem Homem de Ferro, em que Musk utiliza o Leap Motion para manipular designs em 3D com gestos. Segundo o executivo, tudo foi produzido apenas usando o Leap, o software Siemens NX e algumas linhas de código para integrar os dois. Veja abaixo uma demonstração: