CEO da Sony diz que não vai apressar o pagamento de dividendos aos investidores

Por Redação | 25 de Fevereiro de 2015 às 12h38

A Sony está enfrentando um momento de crise em suas divisões e está sendo obrigada a fazer corte de custos, mas o CEO Kazuo Hirai está mantendo a tranquilidade da empresa e anunciou que pretende retomar o pagamento de dividendos aos acionistas, assim que obter sucesso na reestruturação da companhia, mas sem se apressar.

Segundo informações da Reuters, Hirai comentou nesta quarta-feira que lamenta a falta de dividendos, mas afirma que a companhia não precisa retormar os pagamentos a todo custo. "A lógica é que nós queremos retomar os pagamentos como resultado de reformas", diz.

Em setembro, a empresa japonesa afirmou que a "demolição" de dividendos está acontecendo pela primeira vez desde que anunciou os resultados do último ano, em que apresentou baixo lucro e fracas vendas de smartphones.

A Sony está passando por uma reformulação que inclui o corte de postos de trabalho da divisão mobile, além da venda do seu departamento de fabricação de computadores pessoais. Além disso, as divisões de áudio e vídeo sofreram uma separação para incentivar uma maior autonomia de suas subsidiárias.

O CEO ainda relata que não pretende abandonar a luta pelos segmentos móveis e de televisões, pois "de certa forma, a TV ocupa uma posição privilegiada na casa", explicando que o constante crescimento da qualidade de áudio e vídeo destes equipamentos fori um fator essencial na melhoria das tecnologias de outros produtos, como os smartphones.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.