BlackBerry pode demitir 40% da equipe até o fim do ano

Por Redação | 19 de Setembro de 2013 às 09h40

A BlackBerry pode demitir 40% de seu quadro de funcionários global até o final de 2013. Em março, a empresa contava com 12,7 mil funcionários, mas depois disso chegou a cortar dezenas de vagas na equipe de vendas dos Estados Unidos. Já em 2012, o número de demissões chegou a 5 mil. A informação foi divulgada pelo The Wall Street Journal, mas foi revelada por fontes próximas à empresa que não quiseram se identificar.

Em entrevista ao jornal, um porta-voz da companhia disse que as "mudanças organizacionais continuariam a ocorrer para garantir que as pessoas certas estejam nos papéis certos para levar a empresa a novas oportunidades no segmento de computação móvel". A BlackBerry não quis comentar as demissões.

O motivo dos desligamentos seria a crise em que a empresa se encontra. Uma vez símbolo de modernidade e segurança corporativa, a BlackBerry perdeu grande parte de seu mercado empresarial para os concorrentes Apple e Google, que oferecem smartphones com uma ampla gama de recursos e aplicativos.

A empresa chegou a afirmar que poderia sobreviver tornando-se uma "companhia de nicho", no entanto, isso refletiria em uma dimunição significativa no quadro de funcionários.

Em 2012, a BlackBerry teve uma perda de US$ 646 milhões e sua receita caiu 40%, chegando a US$ 11 bilhões. No trimestre terminado em 1 de junho deste ano, a empresa perdeu 4 milhões de clientes e US$ 84 milhões. Neste mês, pela primeira vez, a companhia optou por não divulgar seu balanço trimestral.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.