Bing ganha novas funções para facilitar buscas e incentivar a comunicação

Por Redação | 31.03.2014 às 15:58

A mais nova atualização do Bing está cheia de novidades que tentam fazer com que as pessoas desistam do Google e prefiram o mecanismo de busca da Microsoft. Com foco na função Snapshot, agora o site é capaz de exibir informações detalhadas sobre médicos, dentistas e advogados sempre que o usuário fizer uma pesquisa, além de mostrar fotos e informações sobre edifícios históricos.

A ideia por trás do Snapshot é exibir dados a partir de conexões que realmente importem para o usuário, relacionando informações de seu histórico de pesquisas com locais e instituições. Assim, o Bing é capaz de facilitar a busca por serviços e exibir informações como telefone, especialidades e endereço de forma mais organizada.

Bing Snapshot

A Microsoft diz ter incluído mais de 150 mil entidades a seus registros somente nos últimos meses, o que pode acabar sendo um prato cheio para quem quiser passear pela história das cidades sem sair de casa. A busca por prédios históricos, por exemplo, exibe listas de moradores célebres, fatos importantes que aconteceram por ali e informações sobre o porquê daquele local ter importância.

Aproveitando para dar uma cutucada no Google, a Microsoft diz também ter atualizado o Bing para entregar aos usuários o que fazer com as informações buscadas, ao contrário de outros mecanismos de busca. A declaração se refere as novas opções na própria tela de pesquisas, que permitem, por exemplo, ouvir trechos de discursos de figuras históricas ou obter links diretos para temas de interesse.

É o caso, por exemplo, de uma lista de cursos online que pode ser exibida sempre que o usuário procurar por uma instituição de ensino cadastrada. Quanto mais conectada a instituição em questão for, melhores serão os resultados das buscas e maior a quantidade de informação que estará disponível ao usuário no momento que ele realizar uma.

Por enquanto, porém, as novidades estão disponíveis apenas para os usuários dos Estados Unidos, onde também se concentram a maioria esmagadora das parcerias com a Microsoft. A ideia, porém, é investir na expansão desse tipo de serviço, transformando o Bing em uma espécie de assistente pessoal que lembre os usuários de seus compromissos e indique coisas legais para se fazer na cidade.