Banco recomenda que a Nokia seja dividida e vendida para outras empresas

Por Redação | 03 de Outubro de 2012 às 16h37

A situação financeira da Nokia não é mesmo das melhores. Na última segunda-feira (1), o banco Credit Suisse rebaixou oficialmente a fabricante finlandesa de telefone de 'neutra' para 'abaixo das expectativas', sugerindo que a melhor opção para a empresa é sua divisão e venda.

De acordo com o Tech Radar, apesar do recente apoio da Microsoft com o lançamento de novos smartphones Nokia equipados com Windows Phone 8, os dispositivos da empresa ainda têm que competir diretamente com duas grandes plataformas: o iOS e o Android.

O banco ainda acredita que a visão da Nokia de que 'as coisas estão prestes a mudar' não irá ajudar a sua situação financeira e nem a presença no mercado de smartphones, por isso, a melhor opção seria a sua divisão e venda para diversos compradores.

Segundo o BGR, a instituição ainda ressaltou que empresas como a Apple poderiam estar muito interessadas na aquisição do portfólio de patentes da Nokia e outras propriedades intelectuais. Além da Apple, companhias como HTC, Huawei e Ericsson também poderiam se interessar por algumas de suas divisões.

Em contrapartida, o analista da Recon Analytics, Roger Entner, afirmou que separar a Nokia e vender suas divisões seria o 'pior cenário' para a companhia e que ele considera 'bastante improvável' que isso venha a acontecer. Além disso, Entner sugeriu que compradores adquirindo partes separadas da Nokia também não sairiam lucrando muito com isso.

E nesta semana, a Nokia e a Oracle anunciaram um novo acordo para a disponibilização dos serviços de mapeamento e localização da Nokia a todos os clientes da Oracle Corp.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.