Balões de internet do Google já viajaram 3 milhões de quilômetros

Por Redação | 21 de Novembro de 2014 às 11h50
photo_camera Google

Liderado pelo Google, o Project Loon tem como objetivo conectar pessoas em áreas rurais e remotas, ajudar a preencher falhas de cobertura e ainda levar conexão de internet para áreas afetadas por desastres. Meses após começar a testar os equipamentos em algumas regiões do mundo, a empresa americana anunciou na última quinta-feira (20) que seus balões já viajaram cumulativamente 3 milhões de quilômetros.

Segundo o Google, percorrer 3 milhões de quilômetros equivale a viajar ao redor da Terra por 75 vezes, ou ir à Lua e voltar quase 4 vezes.

Desde que foi anunciado em julho do ano passado, o laboratório da gigante das buscas, o Google X, refinou o processo de fabricação para que os balões possam duram 10 vezes mais em uma viajem, permitindo trajetos mais longos Os balões atuais atingem, em média, 130 dias na estratosfera. Além disso, com processos automatizados, o Google agora pode lançar até 20 balões por dia. Por meio de simulações em computadores, a empresa está calculando a trajetória com o objetivo de manobrar os balões para que cheguem de maneira precisa em seus alvos.

Levando em consideração que mais da metade da população no mundo ainda não tem acesso à internet, o Project Loon pode ser uma ideia bastante útil e inovadora. Ao serem lançados nos céus, os balões se deslocam para flutuarem na estratosfera, a uma altura duas vezes maior que a de aeronaves e fenômenos meteorológicos. Eles então são deslocados para onde são necessários, subindo ou descendo por uma camada de vento que sopre na direção desejada. Para se conectarem ao sistema junto ao balão é necessária a instalação de uma antena especial. O sinal vai dessa antena até a rede do balão e depois é redirecionado para a internet global.

Projeto Loon

No Brasil, os balões já foram testados na comunidade de Água Fria, na cidade de Campo Maior, no Piauí, em junho deste ano. Uma turma da nona série da escola municipal Linoca Gayoso Castelo Branco contou com acesso à internet por meio dos balões que sobrevoavam a região. Por meio de um sinal LTE captado por uma antena especial instalada no telhado da escola, as aulas puderam contar com ferramentas online valiosas como Wikipédia e Google Earth.

O Google fez um grande progresso no Project Loon, mas não é a única empresa a se dedicar em cobrir o mundo com acesso à internet. A maior rede social do mundo, o Facebook, também está construindo diversos dispositivos como drones e satélites para poder levar a web para áreas remotas que carecem de infra-estrutura.

Fonte: http://www.fastcompany.com/3038918/internet-of-things/googles-internet-balloons-have-already-traveled-3-million-kilometers?partner=rsshttps://plus.google.com/%2BProjectLoon/posts/dqHoYWHjHxyhttp://www.google.com/intl/pt-BR/loon/http://tecnologia.ig.com

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.