Assinaturas de TV a cabo caem enquanto serviços de streaming crescem

Por Redação | 21.01.2014 às 13:40

Um fenômeno que já era imaginado por muitos especialistas foi confirmado por uma pesquisa da consultora NPD. De acordo com o grupo, as operadoras de TV por assinatura apresentaram queda de 6% em seu total de clientes desde agosto de 2012, enquanto os serviços de entretenimento por streaming, no mesmo período, tiveram aumento de 4%.

O gráfico mostra que as duas modalidades já se aproximam de uma equivalência. Segundo a pesquisa, 27% dos lares americanos contam hoje com algum serviço de streaming, como Netflix, Hulu ou Amazon Prime. Do outro lado, 32% das residências possuem assinatura de TV a cabo.

Para o vice-presidente do NPD Group, Russ Crupnick, os consumidores veem os sites cada vez mais como uma alternativa à televisão convencional, na mesma medida em que tais serviços buscam trazer mais atrações e exibir programas tradicionais. Em entrevista ao site CNET, ele também explica que esse movimento pode significar uma busca por economia, devido à diferença de preço entre as duas categorias.

Uma pesquisa realizada pelo instituto JP Morgan fortalece ainda mais os resultados exibidos pelo NPD. De acordo com o instituto, mais de 40% dos americanos estão em cima do muro quando o assunto é televisão e consideram a substituição de uma assinatura convencional pelo pagamento de um serviço de streaming. Ainda, 17% dos entrevistados afirmaram nunca ter adquirido TV a cabo ou já terem as cancelado em prol do vídeo sob demanda.

Para tentar reverter esse quadro, as operadoras já começaram a se mexer. A Comcast, por exemplo, oferece descontos para seus assinantes na compra de serviços proprietários de streaming, como é o caso da HBO Go. E, como acontece no Brasil, muitas empresas já oferecem as opções a cabo e streaming em um mesmo pacote, por um valor conjunto.