Apple tenta registrar a palavra 'startup'

Por Redação | 28 de Agosto de 2013 às 15h14

A Apple apresentou um pedido de registro de marca um tanto audacioso. Ela quer ser "dona" da palavra "STARTUP", que deve abranger toda uma série de produtos e serviços. O pedido de marca está em um estado muito precoce, e ainda não foi analisado pelo órgão que administra a propriedade intelectual na Austrália (IP) – local onde ele foi registrado.

O pedido visa usar a marca em serviços de loja de varejo, manutenção, instalação e reparação de hardware de computador e outros dispositivos, serviços educacionais (incluindo aulas, workshops e seminários), bem como a concepção e desenvolvimento de hardware e software de computadores. Ou seja, praticamente tudo que a Apple faz.

Há muita especulação sobre o motivo de a Apple tentar registrar a palavra "STARTUP" sob tantos aspectos. Inclusive, a revista Wired sugere que a empresa poderia estar tentando eliminar as operadoras móveis de sua operação para começar a vender contratos diretamente para o usuário final de seus produtos.

O site relembra ainda que a Maçã já tentou registrar o mesmo termo, sob as mesmas condições, na China e nos Estados Unidos em 2011. Na época, a empresa recebeu um registro preliminar por um determinado período de consulta, onde as pessoas podiam registrar queixas em relação ao pedido da marca. É claro que muitos registros de oposição ao registro em nome da Apple foram recebidos, e a empresa tem até o dia 20 de setembro para refutar os motivos citados pelas pessoas e tentar conseguir a marca registrada da "STARTUP" nos dois países.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.