Apple pode comprar empresa para melhorar tela e bateria do iPhone

Por Redação | 02 de Abril de 2014 às 12h55
photo_camera Divulgação

Enquanto as telas dos aparelhos celulares se tornam melhores e o poder computacional dos dispositivos cresce, a autonomia de bateria torna-se cada vez mais um desafio para as empresas. E em busca de se posicionar melhor nesse combate, a Apple estaria disposta a adquirir parte da japonesa Renesas Electronics, que desenvolve uma tecnologia capaz de incrementar a resolução dos displays sem aumentar a necessidade energética dos equipamentos.

As informações aparecerem nesta quarta-feira (02) no jornal japonês Nikkei. De acordo com elas, a Maçã estaria interessada especificamente na Renesas SP Drivers, uma joint venture da companhia com a Sharp e a Powerchip para a criação de componentes mais eficientes para as próximas gerações do iPhone.

A negociação prevê a compra de 55% da subsidiária pela Apple, o que representa a participação completa da Renesas na joint venture e o comando praticamente total da empreitada. Assim, a fabricante poderia trazer para si a tecnologia que seria um dos focos de seus aparelhos futuros, em vez de confiar em terceiros para a produção de componentes tão importantes.

A aquisição já estaria em seus estágios avançados e, apesar de ainda não anunciada oficialmente, teria conclusão prevista para o início do segundo semestre. A Sharp também teria se mostrado bastante interessada na operação, dispondo-se a, inclusive, vender seus 25% de participação na empreitada caso a Apple mostre interesse em um controle ainda maior. A Powerchip, que é responsável pela fabricação dos equipamentos, detém o restante da participação.

A relação entre Apple e Renesas já é antiga. A empresa, que normalmente faz acordos com diversas fabricantes para a produção dos componentes, tem toda sua linha de montagem de telas para o iPhone concentrada na empresa japonesa. Sendo assim, o negócio traria mais autonomia à companhia e permitiria um posicionamento melhor na batalha por displays melhores, um dos pontos principais da guerra dos smartphones.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.