Apple pode competir com Google em serviço próprio de pesquisas

Por Redação | 26.11.2014 às 14:56 - atualizado em 26.11.2014 às 15:32

Novos rumores e especulações começam a aparecer depois da notícia de que a Apple deve deixar de usar o Google como buscador padrão no navegador Safari. De acordo com as informações do site Pocket-lint, a empresa da Maçã lançará um serviço próprio de pesquisas semelhante ao motor da gigante de Mountain View.

Em um primeiro momento, a novidade seria direcionada apenas para iPhones e iPads, e deve chegar como substituta ao mecanismo do Google caso a companhia não feche nenhum acordo com outros serviços de buscas - no caso, o Yahoo! e o Bing, da Microsoft. O contrato da Apple que garante ao Google ser o buscador oficial do browser Safari vence no ano que vem, e a Maçã não deu sinais de que pretende renovar a parceria.

Ao que parece, a Apple está fazendo investimentos internos para começar a turbinar alguns mecanismos de busca. Para começar, William Stasior, antigo especialista da Amazon que atuava no campo de pesquisas, foi contratado pela Maçã em 2012, agora no cargo de vice-presidente da divisão responsável pela Siri. Com isso, a expectativa é que a empresa integre sua assistente pessoal de voz para ampliar a oferta de seu suposto motor de buscas.

Além disso, um estudo do Google apontou que um em cada cinco usuários de smartphones utiliza sites de pesquisas para obter dados locais, como restaurantes e lojas próximas. Por conta disso, a Apple estaria investindo nesse tipo de função para diferenciar o produto dos concorrentes. Um outro rumor apontava que a Apple estava em busca de sites em HTML para criar um banco de dados e, assim, construir um serviço próprio para pesquisas.