Em tribunal, Apple é forçada a divulgar detalhes da criação do iPhone

Por Redação | 06.08.2012 às 20:15

A briga entre Apple e Samsung parece interminável. Durante o julgamento que envolvia a disputa de patentes entre as duas gigantes da tecnologia, a Apple teve de contar detalhes a respeito de suas novas produções para o mercado.

De acordo com o responsável pelo marketing da maçã, Phil Schiller, a Apple investiu 647 milhões de dólares em publicidade nos EUA desde o ano de lançamento do primeiro iPhone, em 2007. Quando introduziu o iPad no mercado, a empresa investiu cerca de 457 milhões de dólares em campanhas publicitárias.

Outros dados importantes foram revelados no site Red Orbit. Segundo Scott Forstall, vice presidente Sênior do software iOS na Apple, a empresa reservou um andar em seu prédio em Cupertino para se dedicar ao "Purple Project", como é chamada a equipe de desenvolvimento do iPhone desde 2004. Segundo ele, toda a área era monitorada por câmeras e leitores de crachás de identificação. Inclusive, existe uma placa com as palavras "Fight Club", que faz menção ao filme Clube da Luta, no qual uma equipe é proibida de comentar as atividades que ocorrem dentro do clube.

Tudo que acontece no Purple Project fica no Purple Project - isso parece ser uma lei que Steve Jobs instaurou na Apple, para evitar a contratação de pessoas de fora da corporação para evitar vazamento de informações.

Depois das 40 imagens de protótipos de iPhones que vazaram na internet, que traziam projetos anteriores ao primeiro smartphone da Apple, espera-se que novas informações a respeito dos gadgets da maçã sejam reveladas. Apesar de cansativa, a briga entre Apple e Samsung revelou segredos que, provavelmente, jamais saberíamos.