Apple ergue maquete em tamanho real de um edifício do seu futuro campus

Por Redação | 29.01.2014 às 15:11
photo_camera Divulgação

Após a compra de uma área de propriedade da HP e o início das obras para construção do Apple Campus 2, já é possível ver uma estrutura grande nas imediações de onde ficará a "nave espacial" da Maçã. De acordo com informações do Silicon Valley Business Journal, a estrutura não passa de uma maquete erguida pela companhia para demonstrar técnicas de construção e testar a aparência visual dos elementos de concreto pré-moldado que utilizará nas obras.

A maquete corresponde a uma das construções do projeto e foi feita em escala real. O motivo é a complexidade do projeto da Apple, que deve figurar em algumas listas de construções mais difíceis do mundo que a iniciativa privada já ousou a fazer. Embora a ideia assombre algumas pessoas, ela é perfeitamente normal entre os engenheiros civis.

"As maquetes são normais hoje em dia, principalmente quando os projetos são grandes. Elas permitem que possamos testar as coisas, analisar a eficiência do método de construção, do esforço a ser empregado e ver se o resultado final agrada", explica Justin Reginato, professor associado ao programa de gestão de projetos de engenharia civil na Universidade Estadual de Sacramento, nos EUA. "Imagine que serão construídos inúmeros prédios, cada um com milhares de blocos de concreto, dezenas de quilômetros de fios, toneladas de vidro e tudo mais. Se eles conseguiram descobrir como poupar alguns minutos em cada parte do processo, no final conseguirão poupar dias de construção", diz Reginato.

Com apenas um andar do que será um prédio de quatro andares, a maquete lembra muito pouco os modelos renderizados pela Apple e exibidos ao público no ano passado. Mesmo assim, ainda é possível identificar algumas características do edifício, como a cobertura de alumínio que separa os andares.

Quando concluido, o ambicioso projeto do Apple Campus 2 criará mais de 7.400 novas vagas de emprego na companhia, elevando o número de funcionários para cerca de 23.500. A expectativa é que o novo campus traga uma receita de cerca de US$ 8,6 bilhões para os negócios locais. O campus, que deve ficar pronto até 2016, foi projetado por Steve Jobs e os custos da construção estão estimados em US$ 5 bilhões.

Leia também: Campus 2 da Apple: uma verdadeira fábrica de empregos e dinheiro