Apple enfrentará problemas e incertezas no mercado móvel, afirmam analistas

Por Redação | 17.01.2013 às 12:54
photo_camera Lackuna

Depois do ex-CEO da Apple, John Sculley, afirmar que a empresa precisa se renovar e até investir em um modelo de iPhone mais barato, os analistas Andy Hargreaves e Corey Barrett, da Pacific Crest, acreditam que a empresa de Cupertino, Estados Unidos, enfrentará um período de incertezas e de problemas ao longo dos próximos doze meses. As informações são do Business Insider.

Os analistas informaram em nota a investidores nesta quarta-feira (16) que a Apple continuará enfrentando problemas em seu setor mobile e incertezas quanto às suas metas a longo prazo. Hargreaves e Barrett acreditam que o mercado de smartphones e tablets topo de linha poderá se tornar saturado mais rápido do que era esperado, e isso poderá prejudicar o crescimento futuro da Apple e sua participação no mercado.

O número de melhorias 'adicionais' ao hardware tem diminuído, o que faz com que a Apple não consiga convencer os consumidores a trocar seus iPhones antigos por modelos mais recentes. Os analistas acreditam que a baixa demanda por pequenas atualizações fará com que a companhia tenha dificuldades para continuar crescendo com seu negócio de smartphones.

Vendas iPhone

Reprodução: Pacific Crest

O negócio de tablets da companhia continuará a fluir bem, mas o iPad mini, lançado no último ano, irá ferir os rendimentos da Apple e diminuir a receita com a venda do iPad tradicional. Além disso, a dupla de analistas acredita que não há nada no futuro da Apple que poderá ser revertido em crescimento, observando que uma HDTV não conseguirá atingir a mesma popularidade do iPhone e venderá muito menos unidades, e um smartphone mais barato só servirá para sugar os lucros e vendas já existentes.

Com base nesse cenário, a Pacific Crest prevê que nos próximos doze meses o valor das ações da Apple devam girar em torno de US$ 440 a US$ 550 (R$ 897 a R$ 1.121).