Apple encerra parceria de chips para iPhones e iPads com a Samsung

Por Redação | 11 de Julho de 2014 às 17h05
photo_camera Reprodução

Desde 2011, quando a Apple processou a Samsung em um tribunal nos Estados Unidos por infringir patentes da empresa e propriedades intelectuais para seus smartphones e tablets, as coisas não têm ido bem para as duas empresas no que tange as parcerias existentes para a fabricação de dispositivos. Desde então, a Apple tem tomado algumas atitudes para diminuir a dependência da Samsung. Agora, a mais recente delas, segundo o Wall Street Journal, é que a empresa da maçã está realizando acordos com outros fabricantes de chips para deixar de receber seus processadores da Samsung.

A TSMC (Taiwan Semiconductor Manufaturing Co.) já está fabricando lotes de processadores para os próximos iPhones e iPads. Esses chips possuem arquitetura de 20 nanômetros, mais rápidos e com menor exigência de energia do que os de 16 nanômetros que serão utilizados em grande escala no próximo ano.

Centenas de engenheiros da TSMC foram convidados a irem até a sede da Apple para trabalhar no projeto, com a finalidade de garantir a qualidade e a confiabilidade dos componentes.

A Apple vem reduzindo consideravelmente a sua dependência da Samsung nos últimos anos. Antes, os aparelhos com iOS possuiam memória RAM, processador, telas e memória flash oriundas da empresa coreana. Agora, a Apple tem utilizado outros fornecedores para fabricar seus componentes, como a Japan Display, LG e Sharp, que cuidam das telas; a SH Hynix e a Toshiba, que fornecem memória flash; e a Elpida/Micron, que fabrica a memória RAM.

Apesar de abrir mão do fornecimento de chips da Samsung para alimentar seus iPhones e iPads, a Apple continuará a contar com a gigante de eletrônicos coreana para os seus microprocessadores. Como a rivalidade entre as duas no campo mobile aumentou significativamente nos últimos anos, com ambas procurando a liderança dos dispositivos portáteis, a Apple considerou ser mais importante desvencilhar seus chips da Samsung para ter mais força nas negociações de preços e na qualidade dos futuros componentes.

O Wall Street Journal declara que a Samsung possuía exclusividade na fabricação de processadores para dispositivos móveis da empresa americana até o ano passado, quando essa cláusula expirou, dando a oportunidade para a Apple optar pela TSMC, que vinha fazendo experimentos desde 2011 em conjunto com os americanos.

Vale lembrar que a perda de um importante cliente para seus processadores não é algo bom para a Samsung, especialmente em um momento em que a empresa enfrenta desaceleração nas vendas e registrou uma queda no lucro operacional de 24% no segundo trimestre, comparado ao ano anterior. A empresa, porém, culpou as "fracas" vendas de smartphones de entrada e os de configurações medianas, devido à forte concorrência do mercado.

Fonte: http://gizmodo.uol.com.br/apple-tsmc-samsung/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.