Apple encerra parceria com fabricante de telas Sapphire

Por Redação | 22 de Outubro de 2014 às 14h03
photo_camera Reprodução

Foi uma surpresa para muita gente, incluindo a própria Apple, o anúncio de um pedido de falência por parte da GT Advanced Technologies, empresa que vinha com a promessa de se tornar uma das principais fabricantes de Sapphire Glass do mundo. Ambas, inclusive, estavam trabalhando em um acordo de parceria quase exclusiva para produção de telas para o iPhone, mas agora, parece que essa amizade toda chegou ao fim.

De acordo com as informações do Wall Street Journal, documentos registrados na manhã desta terça-feira (21) junto à justiça dos Estados Unidos mostram que a empresa rompeu relações de forma tranquila. Entre os termos do acordo está a venda das fornalhas usadas para produção dos vidros Sapphire, cuja renda será utilizada para resolver os problemas financeiros da fabricante.

Entre as credoras está, inclusive, a própria Apple, que fez um investimento de US$ 440 milhões na fábrica e queria garantir uma disponibilidade quase que exclusiva de telas e vidros Sapphire para as novas gerações do iPhone. O dinheiro foi usado, em grande parte, para garantir isso, com a compra de novos equipamentos e a contratação de funcionários para dar conta da produção de um material nada fácil de ser sintetizado e moldado na forma correta.

Teria sido esse, justamente, o motivo da falência da GT Advanced Technologies. Por alguns meses, o Sapphire Glass foi posicionado como a grande inovação para a indústria mobile. Os custos envolvidos em sua produção, porém, tornariam os celulares mais caros, o que acabou por inviabilizar sua utilização em grande escala. Assim, a promissora companhia parece ter se visto, de repente, sem os parceiros comerciais de sempre e com um elefante branco nas mãos.

Existem rumores, inclusive, de que GT e Apple estariam em negociações de aquisição, pelas quais a Maçã assumiria o controle quase completo da produção de vidros Sapphire. Essa ideia se tornou ainda mais forte após as notícias sobre a falência, já que para a fabricante, ter uma parceira do tamanho da mãe do iPhone ao seu lado num momento como este seria providencial para que os problemas financeiros desaparecessem. Mas parece que não foi o caso.

A parceria não apenas não foi adiante como chegou a ser questionada pela própria empresa de Cupertino. A Apple teria pedido à justiça americana que o andamento dos trabalhos seguisse em sigilo, pois segredos comerciais estariam envolvidos entre os documentos apresentados pela GT Advanced Technologies. Isso pode incluir, por exemplo, designs de futuros iPhones e também outras informações sensíveis que a empresa não quer ver sendo divulgadas por aí. O pedido de segredo foi aceito e a fabricante de vidro Sapphire deverá prestar esclarecimentos no dia 25 de novembro, com toda a informação sobre a Apple sendo arquivada depois disso.

O destino da GT, agora, já está firmado. A empresa vai demitir todos os seus funcionários e fechar suas fábricas no dia 31 de dezembro. Antes disso, porém, vai preparar a safira que já está em produção para venda e, como já dito, passar adiante as fornalhas usadas em sua produção. Parece um triste fim para um material que prometia ser o futuro do mundo mobile.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!