Apple é processada por "roubar" engenheiros para criar baterias de carros

Por Redação | 19 de Fevereiro de 2015 às 13h56

A Apple está sendo processada pela fabricante de baterias para carros elétricos A123, sob a acusação de "roubar" seus melhores engenheiros. De acordo com informações da Reuters, a ideia da Maçã é utilizar o conhecimento dos colaboradores para criar sua própria divisão de baterias em larga escala.

A caçada aos engenheiros da A123 teria começado em meados de junho de 2014, quando a Maçã teria começado a fazer investidas agressivas nos profissionais responsáveis por alguns dos projetos mais críticos da fabricante.

De acordo com a A123, os engenheiros pularam fora do barco para assumir projetos semelhantes na Apple, o que concretiza uma violação dos contratos de trabalho. A empresa alega ainda que os funcionários que migraram para a Apple eram tão importantes que os projetos precisaram ser abandonados depois de sua partida.

A A123 Systems é pioneira na fabricação industrial de baterias de íon-lítio. Sua especialidade é a fabricação de baterias grandes, para serem usadas em grandes máquinas, como carros.

A ação judicial também serviu como mais um indício de que a Apple pode estar realmente trabalhando no desenvolvimento de um carro elétrico. Na semana passada, o mercado se agitou com os rumores de que a empresa já teria uma equipe secreta repleta de funcionários especializados trabalhando em um veículo elétrico com o logo da Maçã. O projeto já teria até nome: "Titan".

A equipe de design industrial da Apple já é composta por diversas pessoas com experiência em montadoras; como Marc Newson, um famoso designer industrial responsável pela criação de um carro conceito para a Ford.

Até agora, ninguém sabe se tudo isso está sendo feito apenas como teste para outros produtos relacionados aos segmentos já existentes da empresa, como a criação de baterias mais potentes para seus gadgets ou a aprimoração do CarPlay, mas fato é que todos estão muito ansiosos para saber o resultado de todo esse burburinho.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.