Apple e Google podem pagar "taxa cultural" sobre suas vendas na França

Por Redação | 17.05.2013 às 10:05
photo_camera Zoom Digital

O governo da França pediu ao empresário Pierre Lescure, presidente do antigo canal público 'Canal Plus', para encontrar formas de financiamento para a cultura no país em tempos de luta contra a crise econômica. E parece que isso vai sobrar para as grandes empresas de tecnologia.

De acordo com informações do britânico Telegraph, Lescure acredita que um imposto de 4% sobre a venda de smartphones e tablets pode ajudar a aumentar as receitas do governo, já que os consumidores têm gastado mais dinheiro com hardware do que com conteúdo.

A proposta desse tipo de imposto sobre iPhones, iPads e dispositivos Android se espelha em taxas que já são pagas por emissoras de televisão, rádios e provedores de internet. O dinheiro arrecadado é destinado ao financiamento de arte, cinema e música na França. Google, Amazon e Apple atualmente são isentos do pagamento.

"Empresas que produzem esses tablets precisam, no mínimo, contribuir com parte da receita de suas vendas para ajudar os autores", disse a ministra da Cultura, Aurelie Filipetti. O presidente da França, François Hollande, afirmou que os parlamentares devem avaliar as propostas de Lescure até o mês de setembro.