Apple divulga kit de desenvolvimento do Apple Watch com novas informações

Por Redação | 19 de Novembro de 2014 às 18h43

O Apple Watch foi apresentado ao público em setembro, mas só chegará ao mercado no primeiro semestre de 2015. Até lá, é provável que a Apple faça algumas alterações no produto. Por isso, não é nenhuma surpresa a companhia manter em sigilo várias informações sobre o gadget antes de disponibilizá-lo ao público.

Para diminuir um pouco o mistério e a curiosidade que envolvem o relógio inteligente, a Apple divulgou nesta terça-feira (18) o kit de desenvolvimento de software do relógio, informando pela primeira vez alguns dados técnicos sobre o aparelho. As informações são do site MacStories.

A resolução da tela do relógio é um dos principais pontos revelados pela Maçã. O aparelho com tela menor, de 38 mm, possui 340 × 272 pixels, enquanto a maior, de 42 mm, terá uma resolução de 390 × 312 pixels. A Apple descreve ambas como Retina e pede para que os desenvolvedores utilizem gráficos @2x. Outra característica do Apple Watch é que o acessório vai usar a fonte San Francisco. Serão duas opções Text, com tamanho até 19p e Display a partir do tamanho 20p - cada uma terá elementos que variam de acordo com a tela do aparelho.

Assim como acontece nos smartwatches com Android Wear, que o tempo todo necessitam de um celular por perto, o Apple Watch será muito dependente do iPhone e quase tudo do WatchKit é processado no smartphone - pelo menos em um primeiro momento. Com isso, é provável que o dispositivo tenha uma duração de energia maior, mas com o uso limitado, sendo que apenas usuários do iPhone terão acesso a maioria dos apps. Em 2015 deve ter início o desenvolvimento de aplicativos nativos do Watch, que vão rodar totalmente no relógio sem a dependência do smartphone.

Falando em apps, pelas primeiras informações é possível que o WatchKit não dê acesso ao sensor de monitoramento cardíaco, nem ofereça suporte para gestos com ois ou mais dedos (apenas um). As ferramentas do Apple Watch serão baixadas por meio de iGadgets ou Macs e PCs da Apple, sendo que não vai haver uma loja exclusiva para aplicativos no relógio. Ou seja, para funcionar no smartwatch, o aplicativo terá de ser adaptado para a plataforma. No caso dos mapas, quando o usuário acessar o recurso, será direcionado ao app nativo de Mapas da própria Apple.

A Apple ainda sugeriu aos desenvolvedores que deem prioridade para um conteúdo mais leve, uma vez que o relógio foi pensado para realizar interações simples que podem ser acessadas e realizadas de forma rápida e prática. Para a empresa, os programas devem respeitar o tipo de interação que o usuário pretende ter com o gadget: breve, com frequência e usado em uma tela pequena.

A Apple divulgou um vídeo de aproximadamente 30 minutos que pode ser acessado aqui caso você queira mais informações sobre o desenvolvimento para o Apple Watch.

Fonte: https://macmagazine.com.br/2014/11/19/muitas-novas-informacoes-surgiram-com-a-liberacao-do-kit-de-desenvolvimento-do-apple-watch/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.