Fim de parceria: Apple para de vender fones e caixas de som da Bose

Por Redação | 20.10.2014 às 17:00

Depois de adquirir a Beats Electronics e trazer para si uma das principais fabricantes de fones de ouvido, caixas de som e equipamentos de áudio, a Apple quer parar de fazer concorrência com ela mesma. Para isso, a empresa decidiu encerrar a parceria comercial existia há anos com a Bose, outra grande marca de produtos desse tipo, cujos acessórios eram vendidos pela loja oficial da Maçã.

Como notou o 9to5mac, os fones de ouvido, docas com caixas de som e outros equipamentos da marca não aparecem mais nas buscas quando se procura pela marca na Apple Store. Nas lojas físicas, os produtos ainda são comercializados, mas isso não deve durar muito tempo, já que eles também devem desaparecer das prateleiras físicas nas próximas semanas. Rumores já indicavam que isso iria acontecer e datam de antes mesmo da compra da Beats Electronics.

E o motivo, claro, é justamente a aquisição da empresa de Dr. Dre e Jimmy Iovine. Apesar do negócio ter sido realizado com grande foco no serviço de streaming de músicas online Beats Music, todo o portfólio de produtos de áudio também passou a fazer parte da Apple como parte do processo de compra. Sendo assim, para que continuar vendendo produtos de sua mais nova concorrente quando dá para lotar as prateleiras com equipamentos próprios?

Não ajudou muito também o fato da Bose ter fechado uma parceria com a NFL, a liga de futebol americano, para patrocínio exclusivo. Isso resultou no “banimento” de produtos da Beats, favoritos de atletas e artistas, dos estádios. Um movimento parecido aconteceu, por exemplo, na Copa do Mundo no Brasil, quando a Samsung, patrocinadora do evento, teve exclusividade sobre os produtos usados pelos jogadores e, sendo assim, eles não poderiam aparecer diante das câmeras utilizando qualquer outro equipamento.

Como apontou o The Verge, outros equipamentos de áudio de marcas como Sennheiser ou Bowers & Wilkins continuarão disponíveis na Apple Store, já que não fazem parte de nenhum tipo de acordo oficial de revenda. A ideia aqui é dar mais opções aos consumidores e indicar a eles quais produtos funcionam melhor com iPhones, iPads e iPods. Ainda assim, é óbvio que os produtos da Beats ganharão o centro das atenções.