Apple deve apresentar taxa de crescimento inferior à do ano passado

Por Redação | 25 de Março de 2013 às 16h24

Os analistas de Wall Street acreditam que, pela primeira vez na década, a Apple irá relatar neste trimestre uma renda menor do que no ano anterior. Mas isso não é motivo para desespero, pois os mesmos analistas não acreditam que este seja o fim da rentabilidade e inovação da empresa.

De acordo com um relatório divulgado pela Fortune, existe um consenso em Wall Street de que os ganhos por ação da Maçã devem girar em torno de US$ 10,18 no segundo trimestre fiscal de 2013, um valor abaixo dos US$ 12,30 atingidos no ano anterior.

Basicamente, um dos motivos para o lucro por ação da Apple ser projetado para um valor abaixo do ano anterior é que a empresa atualizou praticamente todos os produtos que tinha no primeiro trimestre. A revista explica que "o problema da Apple não é que seu negócio esteja em colapso"; na verdade, as receitas projetadas de US$ 41 a US$ 43 bilhões que a Apple ofereceu aos analistas em sua orientação trimestral representaria outro segundo trimestre recorde para a empresa.

Isso é o que os analistas chamam de "comparação difícil" em termos de margens brutas – uma medida da eficiência com que uma empresa transforma receitas em lucros. Em 2012, neste mesmo periodo do ano, a margem bruta da Apple atingiu um pico extraordinário de 47,37%.

"Este ano, após a introdução de uma série de novos produtos – incluindo os novos Macs, iPhones e iPads – ela está projetando margens brutas entre 37,5% e 38,5%. Isso é o que está levando a renda para baixo. Wall Street parece estar apostando que, "nos próximos seis a 12 meses, esses números não tenham para onde ir a não ser para cima", segundo a Fortune.

Em suma, é possível dizer que a Apple está inovando tão rapidamente e liberando esses produtos de diversas linhas em uma taxa tão agressiva que é muito difícil maximizar o lucro sobre eles de maneira tão rápida quanto no ano passado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.