Programa de troca de adaptadores da Apple chega ao Brasil

Por Redação | 02 de Setembro de 2013 às 10h14
photo_camera 9to5Mac

15 dias após ter lançado a ideia em outras partes do mundo, a Apple incluiu o Brasil em seu programa de desconto na troca de carregadores de iPhone, iPad e iPod Touch. Segundo um comunicado da empresa, de 16 de agosto até 18 de outubro, todos os donos desses dispostivos Apple terão direito a adquirir um novo carregador pagando menos de 50% do valor: R$ 39. O preço oficial da Apple Store Brasil é de R$ 85.

Para ter direito ao desconto, é preciso levar um carregador em uma assistência técnica da empresa ou em uma Apple Store - lojas da fabricante que ainda não existem por aqui, mas a primeira pode ser aberta ainda neste ano.

"A partir de 16 de agosto de 2013, se você tiver alguma preocupação em relação a qualquer um de seus adaptadores de alimentação USB, poderá entregá-lo em uma Apple Store ou em um Centro de Serviço Autorizado Apple (AASP). Garantiremos que esses adaptadores sejam descartados de maneira que não prejudique o meio ambiente", diz a Apple em seu anúncio oficial.

O desconto será vinculado ao número de série de cada aparelho, sendo um por tipo de gadget. Ou seja, para conseguir redução de preço em dois carregadores, será preciso levar, por exemplo, um iPhone e um iPad com seus devidos carregadores antigos, entregá-los para descarte e então adquirir os novos.

A empresa informa ainda que devido à complexidade de identificar a autenticidade dos carregadores levados aos pontos de atendimento, os profissionais da companhia não poderão orientar os clientes quanto a isso. Sendo assim, não importa se você levar um carregador original ou falsificado para obter o desconto.

Apesar do atraso, o Brasil ser incluído nesse programa pode ser uma boa notícia - e não só para quem estava precisando de um carregador novo e estava sem grana. Nos EUA, a Apple lançou recentemente um programa de troca de iPhones: a empresa dá desconto na aquisição de um novo aparelho, se você entregar o seu antigo. O crédito varia de acordo com as condições do dispositivo. Por enquanto, não há informações sobre a chegada dessa novidade ao Brasil, que vende o iPhone mais caro do mundo. Mas pode ser uma esperança.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!