Apple afirma que não irá acabar com a Beats Music

Por Redação | 23 de Setembro de 2014 às 09h18

No início do ano, a Apple fechou a compra da Beats Music e da Beats Eletronics pelo valor de US$ 3 bilhões. Desde então, o CEO Tim Cook tem aproveitado para aproveitar ao máximo o serviço de música por assinatura da Beats Music, ainda que pareça não prosperar muito. A taxa para a assinatura do serviço é de US$ 10 por mês e está disponível em poucas regiões do mundo.

No entanto, informações do site TechCrunch afirmam que a Apple estaria pensando em encerrar as operações sob o domínio da plataforma de streaming de músicas. Cinco fontes que trabalham dentro da Maçã declararam que mudanças já estão em curso, inclusive engenheiros já foram dispensados dos projetos da Beats.

Tom Neumayr, representante da Apple, porém, disse ao Re/Code que os rumores informados pelo TechCrunch não são verdadeiros. O representante, contudo, não foi muito além, deixando no ar que mudanças podem vir a acontecer realmente, mas não a ponto de acabar com o serviço.

É possível que a Apple trabalhe ao longo do tempo em modificações no serviço e realize algumas alterações na marca da Beats. O iTunes, principal serviço de músicas da Apple, que inclusive é o foco do polêmico lançamento do álbum U2 neste mês, não tem um marca que agrada os executivos da empresa. Com isso, ideias sobre uma fusão gradual da Beats e do iTunes podem ganhar mais força.

É importante considerar que o serviço Beats Music ainda está longe de ser um sucesso e se tornou mais popular apenas após a compra da Apple. Até maio, a empresa possuía apenas algumas centenas de milhares de assinantes. Por outro lado, os fones de ouvido da Beats são altamente recomendados e reconhecidos em todo o mundo, o que ajuda a afastar qualquer rumor de que a Apple poderia acabar com uma das grandes marcas relacionadas ao mundo da música.

Fonte: http://recode.net/2014/09/22/apples-beats-music-brand-may-go-away-apples-beats-music-service-is-sticking-around/

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.