Apesar da queda de vendas, HP fecha trimestre com lucro

Por Redação | 27 de Novembro de 2013 às 15h12

A Hewlett-Packard divulgou na terça-feira seus resultados sobre o último trimestre do ano fiscal, e apesar de ter vendido menos que no ano passado, a empresa obteve alguns sinais de melhoria. As informações são do PC World.

A divisão empresarial da HP, responsável pela venda de servidores, armazenamento e equipamentos de rede, obteve o seu primeiro crescimento de vendas em dois anos. Enquanto isso, a divisão de PCs – que tem sofrido bastante com a popularização dos tablets – obteve uma queda menor que no trimestre anterior.

De acordo com a companhia, a divisão empresarial obteve um aumento de 2% nas suas receitas, ajudadas pelo aumento das vendas de servidores x86 e equipamentos de rede. Porém, o crescimento só aconteceu por causa da venda de servidores hyperscale, que tendem a render menos lucro. Por causa disso, a divisão obteve uma margem de lucro menor.

As receitas da divisão de Sistemas Pessoas da HP caíram 2%, e as vendas de PCs de consumo continuaram a diminuir. A pressão por um preço mais baixo reduziu as margens de lucro da divisão, apesar da quantidade de vendas ter sofrido um leve aumento devido a um grande acordo de comércio feito com a Índia.

De acordo com Cathie Lesjak, CFO da HP, a empresa já espera uma queda maior para o próximo trimestre.

As divisões de impressoras, softwares e serviços corporativos também relataram quedas nas vendas. Mas a HP se diz satisfeita com a divisão de impressoras, que rendeu lucros mais elevados e ajudou a compensar o declínio dos PCs.

No geral, o rendimento da HP no trimestre foi de US$ 29,1 bilhões – 3% abaixo do mesmo período do ano passado, mas acima dos U$ 27,9 bilhões esperados pelos analistas financeiros consultados pela Thomson Reuters.

Rendimento e Lucros da HP

Comparação de rendimentos e lucros dos últimos trimestres

O lucro líquido foi de US$ 1,4 bilhão, muito diferente do ano passado, em que a empresa teve um prejuízo de US$ 8,9 bilhões devido à aquisição da empresa inglesa de softwares Autonomy.

“Por meio de uma gestão de custos e execução melhorada, aliada ao apoio dos nossos clientes e parceiros, a HP terminou o ano fiscal de 2013 com uma nota alta”, declarou Meg Whitman, CEO da empresa.

Apesar da declaração da CEO, a empresa está tomando várias medidas para voltar a crescer no ano que vem, incluindo o corte de até 10% de seus funcionários ao redor do mundo e aumentando o investimento em pesquisas e desenvolvimento, além de dar mais atenção a produtos que, de acordo com a empresa, têm grande potencial de crescimento, como servidores hyperscale Moonshot e equipamentos de armazenamento 3PAR.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.