Android e iOS ganham suporte a aplicativos do Google Chrome

Por Redação | 29.01.2014 às 11:45

O Google prometeu e cumpriu! As barreiras existentes entre apps nativos desenvolvidos para dispositivos móveis e apps em HTML5 feitos para o Google Chrome começaram a ruir nesta terça-feira (28) após o Google anunciar que os webapps funcionarão nas duas plataformas móveis mais populares do mundo: Android e iOS.

Batizada de Apache Cordova, a ferramenta é baseada em HTML, CSS e JavaScript e atuará como uma camada que intermediará o funcionamento dos webapps, que são feitos em HTML5, nos dispositivos móveis, tornando-os compatíveis. De acordo com uma publicação feita no Chromium Blog, a companhia afirmou que a partir de agora as webapps passarão a funcionar offline e se comportarão como uma aplicação nativa no sistema operacional hospedeiro.

A ideia é que os desenvolvedores tenham que fazer poucas alterações nas aplicações antes de distribuí-las na Google Play e App Store. Segundo o engenheiro de software da companhia, Andre Grieve, a plataforma ainda não é perfeita, precisa de alguns ajustes, mas "é a maneira mais simples de estender os Apps do Chrome para os usuários de dispositivos móveis".

Além disso, o Cordova ainda traz consigo importantes APIs do Google que permitirão que os apps tenham acesso às notificações do aparelho, à unidade de armazenamento dele, possam autenticar-se em serviços utilizando o OAuth2, acessar arquivos e dados armazenados no Google Drive, entre outras coisas.

Com a chegada dos webapps aos dispositivos móveis, agora são os usuários do Windows que aguardam que eles funcionem nativamente no sistema operacional. É que no ano passado o Google anunciou que eles estariam disponíveis para os usuários do Mac OS X, deixando os do Windows de fora e sem nenhuma previsão sobre uma possível data de lançamento.