Android Lollipop chega ao Moto G de 1ª e 2ª geração

Por Redação | 11 de Fevereiro de 2015 às 16h56
photo_camera Divulgação

Boas notícias para quem tem um Moto G: a Motorola liberou hoje (11) a atualização para o Android 5.0 Lollipop para as duas gerações do aparelho, segundo informações blog oficial empresa.

Para quem tem o modelo da segunda geração, basta aguardar a notificação de atualização. Caso seu aparelho ainda não a tenha recebido, acesse a opção "Atualização do sistema" no menu "Configurar", "Sobre o telefone" e "Atualização do sistema".

Para os usuários do Moto G 1ª geração, o processo é um pouco diferente. Para que a atualização seja instalada, é preciso baixar o aplicativo Atualização da Motorola na Google PlayStore e seguir as instruções fornecidas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Junto com o anúncio da liberação do Android Lollipop, a Motorola também respondeu a algumas perguntas frequentes sobre o processo de atualização e porque ele foi demorado. "O Lollipop é o maior e mais ambicioso lançamento Android de todos os tempos. Todos precisaram de tempo para se adaptar. Vários versões preliminares foram lançadas para que os desenvolvedores e os fabricantes de dispositivos pudessem se preparar", justifica.

Como foram muitas as mudanças no sistema, foi preciso também que as operadoras adaptassem os seus serviços, algo que também demanda tempo. Para testes, o Lollipop já havia sido liberado para alguns usuários, que foram monitorados em busca de possíveis erros e instabilidades.

E o Moto X?

Apesar do Moto X 2014 ter sido o primeiro aparelho da marca a receber a nova versão do Android, apenas oito dias após o lançamento oficial, a primeira geração ainda deve demorar um pouco para ser contemplada com a nova plataforma. Segundo a empresa, o chipset utilizado no aparelho exigiu algumas alterações extras para ser compatível com o Lollipop e, por isso, ainda não há uma data exata para que ele seja liberado para download. Contudo, a companhia afirma que o processo não deve demorar muito tempo. Resta aguardar.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.