Amazon quer expandir sua Appstore para mais de 200 países, incluindo Brasil

Por Redação | 17.04.2013 às 10:53

Além de entrar no mercado de varejo online de vários países (inclusive o brasileiro), a Amazon também planeja expandir sua loja de aplicativos para aparelhos Android para "mais de 200 países" ainda neste ano. A empresa já lançou sua Appstore na Europa e no Japão, e planeja chegar a países como Brasil, Canadá, Austrália, Papua Nova Guiné, México, Vaticano, Coreia do Sul, África do Sul e Índia.

Para realizar sua expansão, a Amazon está solicitando que os desenvolvedores Android planejem a distribuição internacional dos seus aplicativos, garantindo assim que as 'prateleiras' da Appstore não estejam vazias quando suas atividades forem iniciadas em outros países.

"A plataforma da Amazon é uma completa solução final para os desenvolvedores que querem construir, comercializar e rentabilizar seus aplicativos e jogos no Kindle Fire e outros dispositivos Android", afirmou em nota oficial Mike George, vice-presidente de aplicativos e jogos da Amazon. "Permitir que os desenvolvedores possam direcionar a distribuição de seus aplicativos em uma escala internacional é outro marco importante para a empresa diante dos seus esforços para servir consumidores e desenvolvedores do mundo inteiro. Muitos de nossos desenvolvedores já estão programando a distribuição internacional de seus produtos, e estamos ansiosos para trabalharmos com novos desenvolvedores que têm esperado para levar seus aplicativos e jogos para os clientes da Amazon no mundo todo".

Por enquanto, a companhia não revelou quando as novas Appstore estarão em operação e nem se a sua expansão na venda de aplicativos está diretamente relacionada com o lançamento de seus produtos de hardware e serviços em outros países.