Amazon pode lançar serviço de telefonia com baixo custo

Por Redação | 03.03.2015 às 13:44

Depois do Google finalmente revelar oficialmente seu tão falado serviço de telefonia, a próxima empresa a embarcar nesse mercado seria a Amazon. Pelo menos, essa é a previsão da Macquarie Research, uma empresa de análise de mercado que acredita que a gigante do comércio eletrônico estaria não apenas correndo atrás do prejuízo em relação à rival, mas também apostando no baixo custo como diferencial.

O produto, claro, viria atrelado ao pacote de serviços Prime, que começou como um sistema de descontos e frete grátis na loja virtual e acabou evoluindo para serviços de vídeo por streaming, aluguel de livros e diversas outras vantagens para os assinantes. É claro, a operadora da Amazon não seria exclusiva dos usuários pagantes, mas estes teriam vantagens especiais e, acima de tudo, preços mais baixos.

O sistema adotado seria exatamente o mesmo do Google. Em vez de criar uma infraestrutura própria, algo que seria caríssimo, a empresa deve alugar aquilo que já está pronto de outras empresas de telefonia. Essa sublocação, por assim dizer, colocaria os clientes da Amazon na mesma rede de grandes como Verizon e T-Mobile, por exemplo, garantindo confiabilidade, mas, na mesma medida, um pacote de preços, opções e serviços diferenciados – ou até mesmo com subsídios da própria companhia, de forma a garantir o preço mais baixo.

A ideia de se tornar uma “operadora de telefonia virtual” será adotada pelo Google no futuro, conforme anúncio feito durante o Mobile World Congress 2015. Com lançamento ainda indefinido, a gigante das buscas pretende começar nesse mundo com um projeto pequeno e ainda experimental, com o objetivo de observar o que os usuários querem e o que seria possível fazer de diferente com isso tudo. Os detalhes ainda são escassos.

A iniciativa da Amazon, porém, passaria longe de ser esse pequeno teste localizado, e teria um escopo bem maior. O lançamento, claro, aconteceria inicialmente apenas nos Estados Unidos, mas a empresa de Jeff Bezos estaria disposta a utilizar a experiência obtida com o lançamento do Fire Phone não apenas para se jogar de cabeça no setor, mas também como uma forma de acabar com o gosto amargo deixado pela chegada de seu primeiro smartphone.

Também não seria a primeira vez que a companhia estaria atuando no mundo das operadoras virtuais, o que também pode propiciar esse lançamento em escala maior. Em 2012, como lembra o site Business Insider, a Amazon fez um pequeno experimento com o setor de telefonia no Japão, onde lançou o Kindle atrelado a uma rede própria com downloads gratuitos e planos de mensagens e acesso à internet. O sistema continua em operação, apesar de não ser uma prioridade para a empresa.

Seja como for, se a Amazon seguir o seu método tradicional, não deve demorar muito para que a gente saiba a verdade. A empresa tem a tendência de não gostar muito de ser deixada para trás e, se existem mesmo os planos de trabalhar também como uma operadora de telefonia, o anúncio de que o Google está entrando nesse segmento pode acabar acelerando as coisas. A companhia, claro, não se pronunciou oficialmente sobre essa possibilidade.