Amazon foi marca mais bem conceituada de 2013, revela pesquisa

Por Redação | 13.01.2014 às 17:00

De acordo com uma pesquisa conduzida pelo YouGov Bran Index com mais de 1,2 milhões de consumidores, a Amazon foi a marca mais bem conceituada nos Estados Unidos no último ano.

Intitulada "Buzz Score", a pesquisa perguntava aos entrevistados se eles haviam ouvido algo sobre determinadas marcas nas últimas semanas e se era algo positivo ou negativo. A Amazon foi citada positivamente por 31% dos entrevistados e encabeçou a lista de marcas mais bem conceituadas.

O Google, que figurou na lista nos anos de 2012 e 2011 em 10º e 4º lugar, respectivamente, sequer apareceu na listagem. Para o Business Insider, isso indica que além do Google, outras grandes empresas e marcas de tecnologia foram afetadas pelos documentos da NSA vazados por Edward Snowden em junho. Entre todas elas, a Amazon foi a única que jamais foi mencionada nos escândalos de espionagem.

Confira o Top 10 Marcas Mais Bem Conceituadas de 2013

  1. Amazon (31)
  2. Ford (30)
  3. Subway (29)
  4. History Channel (26)
  5. Lowe's (26)
  6. YouTube (25)
  7. Walgreen's (25)
  8. V8 (25)
  9. Cheerios (24)
  10. Kindle (24)

Apesar de positivo, o resultado não surpreende tanto. Há tempos a Amazon foca e investe no relacionamento com seus consumidores e isso vem rendendo bons frutos à companhia. No último mês de dezembro, o Kindle Fire HD e o Kindle Fire HDX de 7 polegadas foram os itens da empresa que mais venderam.

Durante a Cyber Monday estadunidense, o site da Amazon despachou mais de 36,8 milhões de itens para o mundo e estabeleceu um novo recorde de 426 itens vendidos por segundo.

O Amazon Prime, serviço por assinatura que oferece aos clientes entregas grátis e acesso ao Amazon Instant Video, foi um dos principais responsáveis pelo crescimento da marca no último ano. "As assinaturas do Amazon Prime continuam crescendo e nós já temos dezenas de milhares de membros em todo o mundo", afirmou Jeff Bezos, que além de fundador, também é CEO da empresa. A expectativa, agora, é que em breve a empresa lance seu mais novo sistema de entregas, que utilizará drones voadores.