Amazon está prestes a lançar seu próprio serviço de streaming de músicas

Por Redação | 30.05.2014 às 13:44

O mundo da tecnologia está prestes a ganhar um novo campo de combate e ele será o de streaming de músicas. Com o sucesso de soluções como Spotify e Rdio, além da compra da Beats pela Apple por uma série de interesses também nesse mercado, a Amazon também está prestes a entrar na disputa com sua própria plataforma. A diferença é que, aqui, as coisas seriam um pouco diferentes.

De acordo com o que foi publicado pelo site Venture Beat, o sistema de música online da varejista não tem interesse em oferecer uma extensa biblioteca de faixas, como fazem os concorrentes. Pelo contrário, o foco do novo serviço seriam as canções um pouco mais antigas, com no mínimo seis meses de idade, disponíveis para os usuários usando um sistema de recomendação que promete ser bastante eficaz: as listas de mais vendidos da própria loja virtual.

A ideia seria semelhante à que a Amazon já aplicou em seu serviço Prime Instant Video. Em parceria com a HBO, a empresa garantiu a disponibilidade de shows antigos do canal para seus usuários utilizando justamente as ofertas mais vendidas de mídia como um termômetro de quais séries seus clientes gostariam de rever por meio do streaming.

A alternativa um pouco inusitada ainda não teria nome definido, mas já contaria com nomes de peso. De acordo com as informações, a Amazon já teria assinado acordos de licenciamento com gravadoras como a Sony e a Warner Music, garantindo que uma boa parcela dos principais artistas do momento esteja presente no serviço com seus maiores sucessos.

Mesmo com a queda de 12,5% registrada nas vendas de músicas digitais no ano passado, a empresa norte-americana estaria bastante disposta a entrar no mundo do streaming de músicas e, inclusive, transformar o serviço em um dos destaques de aparelhos como o Fire TV, por exemplo. A oferta, claro, estará restrita aos assinantes do pacote Prime, visto pela empresa como um de seus principais pilares financeiros.

É justamente por isso que a empresa trabalha para cada vez mais oferecer um portfólio gigante de soluções e recursos para seus membros. Hoje, eles já contam com descontos especiais, prioridade na entrega de produtos adquiridos pela loja e, claro, o Prime Instant Video. Com a plataforma de música, a ideia é que os clientes passem cada vez mais tempo em contato com a marca e, nesse ensejo, aumentem significativamente os ganhos dela.

Por enquanto, porém, a Amazon não se pronunciou sobre o provável serviço de streaming musical.