Amazon e Hachette fecham acordo após disputa sobre preços de e-books

Por Redação | 14.11.2014 às 12:14 - atualizado em 14.11.2014 às 13:21

A Amazon e a editora Hachette anunciaram nesta quinta-feira (13) o fim da guerra que travavam há vários meses devido a uma disputa sobre os preços dos e-books e livros impressos. O acordo fechado pelas duas empresas vai regular por vários anos os preços negociados entre ambas.

A Amazon e a Hachette estavam em um impasse desde maio, quando o contrato com a editora expirou e esta se negou a atualizá-lo nos mesmos termos. Com a disputa, a Amazon ficou sem disponibilidade de livros da Hachette por um longo período, incluindo best-sellers. A empresa tentou convencer a editora a manter todos os e-books por US$ 9,99, informa o Business Insider.

Com o novo acordo a Amazon não conseguiu que todos os e-books da Hachette tivessem um preço fixado em US$ 9,99, mas concordou em dar os incentivos para a editora para que os preços possam ser mais baixos. No comunicado conjunto divulgado para informar o acordo, foi destacado que a “Hachette terá a responsabilidade de definir os preços de seus e-books ao consumidor, e também se beneficiará de melhores condições quando se oferece preços mais baixos para os leitores”.

O CEO da Hachette, Michael Pietsch, comentou a decisão. “Está é uma grande notícia para os escritores, e vai beneficiar os autores da Hachette para os próximos anos. [o acordo] Oferece a Hachette enorme capacidade de marketing com um dos nossos parceiros de venda de livros mais importantes”, destacou.

O vice-presidente do Kindle, David Naggar, também comemorou o fim da disputa entre as duas companhias. “Estamos satisfeitos, uma vez que inclui incentivos financeiros específicos para a Hachette para fazer baixar os preços, o que acreditamos será uma grande vitória para os leitores e autores”, afirmou.

Recentemente, a Amazon também fechou um acordo com a Simon & Schuster, outra grande editora que estava em negociação. A parceria terá validade a partir do início de 2015, mas a retomada normal das negociações entre as empresas deve voltar imediatamente, com destaque para promoções de livros da Hachette na página da Amazon, afirma o comunicado.

Fonte: http://www.businessinsider.com/amazon-hachette-agreement-2014-11