Amazon deve começar a vender livros físicos no Brasil no final de agosto

Por Redação | 11.08.2014 às 18:35
photo_camera Divulgação

Ao que tudo indica, a Amazon se prepara para firmar uma nova fase de operações aqui no Brasil. Segundo a coluna de Lauro Jardim, do blog Radar on-line, da revista VEJA, a gigante norte-americana do varejo online finalmente começará a vender livros físicos no país agora no final de agosto, uma promessa que vem desde que a companhia desembarcou em território nacional, em 2012.

O lançamento de livros físicos pela Amazon vem sendo especulado pela imprensa brasileira desde abril. Depois passou para maio, mas parece que agora é oficial. De acordo com a coluna, esse é o primeiro passo da empresa para a venda de produtos físicos, já que outros itens além de títulos literários devem fazer parte do portfólio da entidade por aqui.

Um dos motivos que teria atrasado a chegada dos livros em papel na loja brasileira da Amazon seria os desafios logísticos do mercado brasileiro. Segundo uma reportagem do jornal Folha de São Paulo, os contratos com as principais editoras do país já haviam sido fechados em março deste ano, mas a empresa não teria recebido todos os livros enviados para o depósito em São Paulo por um problema de ordem logística.

Um mês antes, em fevereiro, o presidente da Amazon no Brasil, Alex Szapiro, reforçou sua visão de que a companhia só entra em um novo mercado quando pode garantir um atendimento que melhore a experiência do cliente - ou seja, produtos físicos serão ofertados aos consumidores apenas quando essas questões de logística forem resolvidas. Na época, o executivo comentou que a empresa tem batido recordes semanais de vendas, mesmo sem revelar números mais precisos.

A Amazon atua com vendas de e-books no Brasil desde dezembro de 2012. Pouco tempo depois, ela trouxe oficialmente o seu carro-chefe para o país, o leitor de livros digitais Kindle, que também é encontrado em lojas físicas como Extra, Ponto Frio e Livraria da Vila. Nos Estados Unidos, além do mercado de livros e e-books, a empresa atua como um centro de distribuição de diversos departamentos, incluindo produtos como vestuário (roupas, calçados, acessórios), aparelhos eletrônicos (TVs, smartphones, tablets, notebooks, consoles), jogos de videogame, CDs, DVDs e outros itens.

O Canaltech já analisou os dois últimos leitores digitais lançados pela Amazon aqui no Brasil. Clique nos links a seguir para ler o review completo de cada um deles:

  • Conheça o Kindle, leitor de livros digitais da Amazon
  • Kindle Paperwhite recebe update discreto, mas facilita vida de leitores