Com extenso catálogo, Amazon começa a vender livros físicos no Brasil

Por Redação | 21.08.2014 às 11:27

Após dois anos de atrasos, a Amazon finalmente iniciou as vendas de livros físicos no Brasil nesta quinta-feira (21). A empresa já disponibilizava um acervo de 35 mil títulos no formato digital e agora passa a oferecer mais 150 mil livros em português para o público brasileiro. Para compensar o atraso, a companhia oferece diversos benefícios aos clientes, como frete grátis e a possibilidade de ler o livro em forma digital até que ele seja entregue.

A empresa chegou ao Brasil há cerca de 20 meses, quando iniciou as vendas de livros digitais. Em dezembro de 2012, o catálogo de livros em português da Amazon continha cerca de 13 mil títulos e hoje o número chega a 35 mil. Contabilizando os demais idiomas, já são mais de 2 milhões à disposição dos consumidores.

"A gente já vendeu milhões de livros desde que começou nossa história aqui […]”, disse Alexandre Szapiro, vice-presidente da Amazon no Brasil ao G1. "Há dois anos, o mercado de livros digitais representava menos de 1% do total. Hoje, o segmento de livros digitais, segundo o que as editoras acreditam, deve fechar o ano de 2014 entre 4% e 5%", completa o executivo.

Amazon Livros

A companhia já havia entrado no ramo de vendas de itens físicos em fevereiro, quando passou a oferecer o leitor de livros eletrônicos Kindle, mas a estreia de outros produtos, como o Amazon Prime e a venda online de diversos itens, como na loja norte-americana, ficará para o futuro.

O Brasil é o primeiro na América Latina em que a Amazon começa a vender livros físicos. O único outro país latino a contar com a presença da varejista é o México, onde chegou em 2013.

Segundo Szapiro, este é o maior catálogo de obras impressas já oferecido por uma loja virtual no país. Estarão presentes títulos de 2,1 mil editoras, como Record e Companhia das Letras, totalizando os 150 mil.

A escolha do formato de livro (físico ou digital) fica a cargo do leitor. O acervo abrange títulos de todos os gêneros, incluindo ficção, não ficção, infantis, acadêmicos e outros. Os formatos possuem preços diferentes, então é possível compará-los para saber o que fica mais em conta.

Além disso, com a chegada da venda de livros digitais antes dos físicos, a empresa pode conhecer melhor o consumidor brasileiro, melhorando os algoritmos de recomendação, que também utilizam os comentários dos leitores.

Logística

Para dar conta da demanda e agilizar as entregas, a empresa manterá todos os títulos em seus armazéns espalhados pelo Brasil.

Os clientes de São Paulo terão entregas em 1 dia útil, com exceção de alguns CEPs específicos. Desta maneira, os pedidos feitos até as 11h da manhã serão entregues até o dia seguinte da compra, desde que feitas de segunda a sexta-feira.

Quem gosta de comprar livros físicos em inglês pode continuar a fazê-lo no site americano da Amazon. Na versão brasileira, há apenas cópias digitais em outras línguas, todas faturadas em real.

Frete grátis e “Leia enquanto enviamos”

Além da entrega em até 1 dia útil para a Grande São Paulo, a empresa oferece duas outras facilidades aos clientes. A primeira é o frete grátis para todo o Brasil para compras acima de R$ 69.

A segunda é um recurso chamado “Leia enquanto enviamos”, que dá ao usuário uma parte do título comprado, em forma digital. Dessa maneira o consumidor não precisa esperar o livro chegar para começar a ler.

A opção será ativada no final da compra e será possível ler tanto no navegador quanto no leitor Kindle e em tablets e smartphones através do aplicativo Kindle.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/08/amazon-comeca-vender-livros-no-brasil-com-catalogo-de-150-mil-titulos.htmlhttp://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2014/08/amazon-comeca-vender-livros-fisicos-no-brasil-com-150-mil-titulos-impressos.htm