Ações da Intel sobem após previsão de aumento de 5% em sua receita

Por Redação | 21.11.2014 às 11:30

A fabricante americana de chips Intel deu uma previsão bastante otimista sobre a receita do próximo ano. Ajudada pela estabilização do mercado de computadores pessoais, a empresa superou as expectativas de Wall Street em um comunicado à imprensa emitido nesta quinta-feira (20).

A Intel disse que espera que sua receita cresça em torno de 5% no ano de 2015. Os analistas previam um crescimento de 3,4% para o próximo ano. Tal elevação na expectativa de crescimento da recita da empresa levou suas ações na bolsa subirem.

O presidente do Conselhos de Administração da companhia, Andy Bryant, disse na abertura do dia da Intel com investidores que viu avanços na estratégia da entidade em abocanhar uma grande participação no mercado de dispositivos móveis - em especial tablets - neste ano com a oferta de subsídios para fabricantes usarem seus chips.

Bryant ainda afirmou que não está orgulhoso de perder dinheiro no atual momento da empresa, mas também não se sente envergonhado com isso como há um ano. "Este é o preço que você paga por ficar à margem por uma série de anos e, em seguida, lutar para retomar o mercado", completou o executivo.

A companhia afirmou que realizará investimentos no próximo ano em torno de US$ 10,5 bilhões, ante US$ 11 bilhões esperados para 2014. A Intel também afirmou que irá aumentar seu dividendo em US$ 0,06 para US$ 0,96 em base anual. A empresa com sede na Califórnia ainda disse que espera margens brutas em torno de 62% para o próximo ano. Já os analistas, em média, aguardam uma margem bruta de 63% neste ano.

A chegada atrasada da Intel no mercado de dispositivos móveis foi determinante para a perda de mercado. Após a posse do presidente-executivo Brian Krzanich no ano passado, a empresa tem se apressado em fazer sua tecnologia mais apropriada para smartphones e tablets para que possa concorrer em pé de igualdade com a Qualcomm, MediaTek e outras fabricantes.

Há cerca de quatro anos, após o lançamento do iPad, a demanda global por computadores pessoais sofreu queda e se estabilizou nos últimos meses, em parte devido as empresas substituírem laptops antigos de seus funcionários.

No mês de outubro, a fabricante anunciou seus resultados financeiros, nos quais sua receita total foi de US$ 14,6 bilhões, alta de 8% em relação ao mesmo período do ano passado. Com o anúncio da previsão do aumento das receitas acima das expectativas, as ações da Intel fecharam em alta de 4,7% nesta quinta-feira.

Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2014/11/intel-preve-receita-5-maior-em-2015-e-acoes-sobem.html