Ações da Apple atingem a maior baixa desde dezembro de 2011

Por Redação | 17.04.2013 às 17:01

Durante a tarde desta quarta-feira (17), as ações da Apple caíram abaixo de US$ 400 - uma queda de mais de 6% no dia. Esta é a primeira vez que as ações ficam abaixo do marco desde dezembro de 2011. Agora, o valor de mercado da empresa caiu para cerca de US$ 380 bilhões.

A queda no valor dos papéis segue a notícia de que a Cirrus Logic, um dos fornecedores da Apple para o iPhone e iPad, informou uma previsão de receita inferior ao esperado, o que levou os analistas a entenderem isso como um sinal de enfraquecimento da demanda de produtos da Apple.

As ações da Maçã sofreram uma queda acentuada nos últimos seis meses. Apesar de ter atingido a marca de US$ 705 no final de setembro, após o lançamento do iPhone 5, o preço dos papéis começou a declinar.

Ações da Apple caem

Peter Misek, analista da Jefferies, relatou ainda ter ouvido que a Apple está com problemas na produção que poderiam atrasar o lançamento de seus próximos modelos de iPhone. De acordo com o Digitimes, fontes ligadas à cadeia de suprimentos disseram que a distribuição de iPads mini deve diminuir em até 30% no segundo trimestre deste ano.

Além de todos esses rumores, na semana passada, a Foxconn - que é altamente ligada à Apple - relatou que suas vendas no primeiro trimestre haviam diminuído 19% em relação ao ano anterior, algo que os analistas tomaram como um sinal de baixas vendas de iPhones.

De acordo com o Mashable, a Apple deve relatar seus resultados do primeiro trimestre de 2013 na próxima semana, e os investidores parecem preparados para possibilidades decepcionantes em relação às vendas de iPhones e lucros.